"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

domingo, julho 03, 2016

A DESTRUIÇÃO DA MÃE E FILHA


NÃO ESQUEÇAMOS...

“A destruição do tecido social é antes de tudo a destruição da relação mãe-filha, sendo esse o sustendo de toda a urdidura humana, e compreender isso é compreender que essa má relação mãe-filha é a interiorização básica, e mais profundamente arraigada dentro do sistema."
Casilda Rodrigañez Bustos

Ninguém parece querer ver a urdidura de destruição social da Mulher na forma como a mulher e a mãe são atacadas sistematicamente até como mães. A forma como os Mídea e as Televisões atacam as mulheres vitimas de pobreza e de abandono, vitimais de violência doméstica, vitimas de todo o tipo de abusos e exploração social, familiar e sexual, quando em desespero de caso, como se tem registado ultimamente situações extremas de mães que matam os filhos à nascença, ou se tentam suicidar com eles  ou os abandonam, sem sequer investigarem as causas e o desespero das mesmas.  Toda a gente, homens e mulheres  caiem em cima da mulher sem ver como a mulher está desprotegida socialmente e como ela é regra geral apontada como culpada secularmente, como essa ideia passa de forma subliminar nos filmes e nas histórias recentes, como a má da fita...ela é sempre  a megera, a puta, a alcoólica ou drogada e a criança entregue ou salva pelo  Pai herói que é impecável...e saudável, o Homem bom e dedicado pai...Esta é a moral de quase todos os filmes e séries de Hollywood de há décadas para cá...Agora são os Gays que são os bons pais...e as mulheres mais uma vez as "putas" que  vendem não só o sexo, mas, mais rentável, o útero, como "barriga de aluguer" - e a mulher continua a ser o elo mais fraco, a explorada e usada a todos os níveis incluindo as industrias farmacêuticas à conta do seu corpo ferido de morte por tanta infâmia perpetuada sobre si e o seu corpo...ou ainda as industrias da cosmética que as explora na sua fraqueza e inferioridade e complexos de culpa, que a instiga a ser bela para melhor ser usada pelo Homem...que cada vez mais a despreza abusa, viola e mata...

rlp

Sem comentários: