quinta-feira, novembro 24, 2016

NÃO É SÓ A MISOGINIA DOS HOMENS É DAS MULHERES TAMBÉM

Não, a Cristina não andava a pedi-las - por Lucy Pepper


    Quando a Cristina Ferreira denuncia o assédio sexual de que terá sido vítima, a imprensa devia tratar o caso seriamente, e não ilustrar a notícia com frases brejeiras e fotos ousadas.
    Sexta-feira passada, o Correio da Manhã destacou na capa a página do livro de Cristina Ferreira em que ela revela um episódio de assédio sexual no trabalho. O destaque, porém, era confuso. Primeiro, por causa da citação: “ele queria comer-me”; segundo, por causa da fotografia: uma imagem em que Cristina parece estar numa publicidade de iogurte (não esqueçamos que nas publicidades de iogurte, as mulheres estão sempre prestes a chegar ao orgasmo… porque, claro, o iogurte é óptimo). Ou seja, o jornal decidiu ilustrar uma história de assédio sexual com uma frase brejeira e uma foto ousada. E isso tem consequências, como as reacções à notícia provam.
    (...)
    Aceito que tivesse sido essa a intenção, mas o facto é que a foto e a citação contaram outra história, que acabou por tornar o artigo inútil – e até prejudicial – na campanha contra o assédio sexual no lugar de trabalho, ao permitir que muitos leitores e pessoas que viram a capa do Correio da Manhã nos quiosques dissessem: “mas o que é que ela estava à espera, a fazer estas poses provocantes?”

    Se pensam que estou a exagerar, vejam as reacções nas caixas dos comentários do Facebook e de outros lugares. São vergonhosas, mas previsíveis. Eis uma seleção (entre centenas) do Facebook, na própria página do Correio da Manhã, onde leitores publicaram estes comentários com os seus nomes reais (não eram trolls, portanto):


    “O problema é que uma grande parte das mulheres gostão (sic) de ser assediadas, e quando não são fazem tudo para isso, depois vem dizer que forão (sic) vitimas ate parese (sic) que não gostão (sic), por favor isto e so treta, ainda não disse que foi violada, tambem so falta isso.” (enfim, tudo sic).

    “Uma peixeira destas na TV aposto que não ficaram só pela tentativa !… “

    “é assim que elas ficam famosas, abrindo as pernas!!”

    “MAIS UMA A FAZER-SE DE VITIMA….POR ISSO EU GOSTO TANTO DE MIM”

    Qual é o espanto. ..O mundo dela é assim. …aguenta !

    Não mostres tanto as cuecas …

    “É, não aproveitou.?????”

    “Ó CRISTNA só a querem seduzir porque você e uma mulher muito atrente ,o que naõ acontecia se gorda e feia. Qra bem”

    “Tenta de tudo para vender o livro…vergonha.”

    “SORTE TEVE ELA. QUAL E PROBLEMA???”

    “Com esses olhinhos estás à espera de quê.”

    “Sem assedio sexual,nemhuma de voces tem hipoteses de subir na carreira,nao conheco nenhuma jornalista feiosa,que trabalhe nas estacoes publicas,so isto diz tudo,troca de gajo e divorcios e todos os meses”

    “Porca”

    “Mulheres… E a sua demanda pelo assédio sexual :/ tristeza !!! Todas se queixam e queixam do mesmo, tem que começar a ter ideias novas e mais originais …”

    É horrível, não é? É horrível que quando alguém conta um episódio como este, tanta gente tire as facas da liga. É horrível que muitos destes comentários tenham sido escritos por mulheres, mulheres que, presumo, nunca sofreram assédio (felicito-as por isso, mas não pela sua falta de imaginação), ou mulheres que acham que é feio contar porque elas nunca contaram, ou mulheres tão cheias de inveja por outra mulher estar numa posição melhor do que a delas que não conseguem conter o ódio e, sim, a misoginia (porque não são só os homens que são misóginos).

    É horrível que essas reacções tenham sido provocadas pelo jornal mais vendido no país quando deu a entender na capa, fosse ou não essa a sua intenção (e quero acreditar que não tenha sido), que “a Cristina estava a pedi-las”.
    (...)
    Pense o que pensar da Cristina Ferreira — se fica confundido pela mistura da “miúda engraçada” na televisão de dia com as imagens altamente sensuais na sua revista, se a adora ou a odeia – tudo isso é irrelevante. O que o Correio da Manhã fez ao publicar esse artigo com essa fotografia foi vergonhoso e pouco diferente de um advogado ou juiz no tribunal a dizer a uma mulher que andava a “pedir para ser violada” por ter bebido uns copos ou estar vestida com pouca roupa. Essa mensagem foi colocada nos quiosques todos, a dizer a todos os que passavam: olhem, vejam como a Cristina andava a pedi-las! E se não acha que essa espécie de mensagem pode entrar nas mentes de toda a gente, e não “apenas” dos leitores do Correio da Manhã, então não percebe o efeito que têm em toda a gente a comunicação social e a publicidade, incluindo os anúncios de iogurte de pernas abertas."


    nota à margem

    "E já agora, peço-vos que não leiam isto só para concluir: “ah, sim, os tablóides e os seus leitores!… É o povo que temos…” Não, não é o “povo”, nem são os “tablóides”. É toda a gente, e é em toda a parte. Porque isto acontece sempre que uma mulher levanta a cabeça acima do parapeito, e especialmente quando se atreve a denunciar um feio delito masculino."

    Não, não se trata de só uma mulher levantar a cabeça acima do parapeito, depende de como o faz...nem é simplesmente por fazer uma denuncia quando por outro lado se expõe e seduz e lida frontalmente com o sexo, não dos anjos, mas de jogadores de futebol...e ai o futeboleiros é à bruta, não perdoam...
    Está certa portanto a autora do texto até um certo ponto só é pena que não perceba que este mundo de tabloides que os media divulgam e promovem e que se alimenta disto - enredos de faca e alguidar -  e que portanto  as mulheres que dele fazem parte  também, estão dentro do seu universo que não conhece outra linguagem nem o respeito e muito menos a dignidade humana. Assim o prova não só o nível dos comentários de um publico ordinário, machista, constituído por homens misóginos e mulheres invejosas e frustradas, gente sem instrução e de baixos instintivos que  vivem e se alimentam destes tabloides. Quando a autora diz que não são trolls, eu digo que são bem piores do que trolles; são a escória humana que não tem mais nada para pensar nem ser e a TELEVISÃO LIXO alimenta este nível degradante, fomentando este tipo de alienação, sim, bem sei à escala global...


    rlp

    Sem comentários: