segunda-feira, dezembro 05, 2016



E as lágrimas que choro branca e calma ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim.


florebela espanca

Sem comentários: