terça-feira, janeiro 10, 2017

O PAIS DE LUTO




"As pessoas que estiveram em África demonstram graves deformações: o que muitas dizem é bizonho neste momento. Nunca entenderam nada e têm um défice moral e evolutivo que apavora."*

Era para não escrever sobre isto...mas ontem fui com uma amiga - e nem sequer o tinha pensado - prestar a minha homenagem a Mario Soares nos Jerónimos. Resisti à ideia, mas tendo ido fico satisfeita de o ter feito. Por uma razão. Neste Pais há tão poucos homens livres e de coragem que horroriza quem viveu a passagem do fascismo para a democracia em que hoje vivemos e vendo este laxismo este "tachismo"...este esquecimento dos valores que moveram mulheres e homens que lutaram em risco de vida. Eu lutei...e sofri...e sei...
E fiquei satisfeita de ver centenas de pessoas, homens e mulheres, com dignidade desfilarem diante da urna, tantos portugueses mais velhos, certamente das gerações que viveram a repressão e a censura, e por isso mostrarem apreço e respeito por um Homem raro, que consolidou a Democracia.
Vejo porém nas redes socias a estupidez e a ignorância, o ressabiamento e a maldade dos retornados, apátridas, e esta geração RASCA que deu por garantido tudo aquilo que recebeu de mão beijada e nem tem noção alguma do que foi viver a Ditadura e do que significou a LIBERDADE DE EXPRESSÃO...Talvez por isso estejamos a voltar ao tempo das ditaduras, à Queda da Europa e sob a ameaça da extrema direita...porque a liberdade e a democracia afinal das contas deu às gerações mais novas tudo aquilo porque eles não lutaram...e hoje desprezam sem a menor consciência ou saber da nossa História.

rlp
* Amélia Vieira

Sem comentários: