segunda-feira, fevereiro 20, 2017

Falando só para mulheres


AS RELIGIÕES E OS FALSOS PREGADORES... - Falando só para as mulheres..


“O coração não tem necessidade de diplomas para entender o que é o coração. Ele não precisa de recorrer a práticas mágicas porque ele é a Magia Suprema.” M.Givaudan

Hoje eu posso ver, mas antes não via e cometi os mesmo erros de toda a gente em achar que sabia...e que o que eu dizia vinha de uma fonte fidedigna, única, a minha, o meu intelecto ou a minha razão, tudo o que aprendi nos livros...mas acabei por compreender que a vida é muito mais do que pensamento e razão e que nós não sabemos nada ao certo e só a vida em si é que nos ensina através daquilo que vivenciamos e nos passou pela pele e só isso nos torna humildes e não os livros... Até ao fim da vida estamos a aprender e não há nada fixo...nem definitivo. Não adianta pregar nem catequizar ninguém antes que cada pessoa passe pela experiência que é só sua, antes que cada pessoa faça o seu caminho...podemos apenas  transmitir a nossa experiência, mas sem o convencimento de uma verdade qualquer e que serve apenas quem está em sintonia connosco no momento e quando há empatia…Seja como for nunca chegamos a um saber mínimo garantido antes dos 50 anos...antes de termos uma história, antes de efectivamente ganharmos juízo...
A verdade para cada uma de nós só pode ser uma coisa dinâmica e que muda constantemente, de acordo com a percepção e a consciência de cada mulher, falando só das e para as mulheres. O que nos muda é aquilo que a vida nos mostra e aquilo que integramos como saber em nós a partir da nossa experiência vivida e não de ninguém por mais sábio ou conhecedor que seja.
Podemos falar da nossa experiência de coração a coração e ela ser motivadora, mas a nossa experiência em si não a podemos dar...Podemos partilhar experiências e conhecimentos, mas não podemos mudar ninguém...ou convencer alguém. Podemos estimular uma alma...mas nunca ensiná-la ou salvá-la...

Por tudo isto penso que ninguém pode estar convencido que sabe tudo ou mais do que os outros e que  pode ministrar algum conhecimento seguro, porque isso é tão grave como o seguidismo cego e patético de quem se submete a essas pessoas ou faz a apologia de supostas/os facilitadores que se julgam superiores - inspirados ou canais de ordens superiores - como anjos e arcanjos - fazendo-se humildes e que na prática são pessoas bem egoístas, narcisistas e muitas vezes sem qualificação moral ou ética e muitos diria até  com formação algo maléfica  - homens que espancam mulheres (que se põem a jeito) e as desprezam (isso eu não perdoou) e depois são muito espirituais e fazem cursos de tantra ou do "feminino sagrado"... e claro as mulheres não são excepção, também as há e não poucas que são apenas oportunistas e que por norma se querem evidenciar aproveitando-se da fraqueza e ingenuidade de outras mulheres e dominarem o mercado da moda new age.

rlp



2 comentários:

Anónimo disse...

Narcisistas perversos/malignos disfarçados de "espirituais"...

Só para ilustrar, eu posso considerar que mentirosos a ensinar sobre a verdade, egóicos a ensinar sobre humildade está errado, por ser HIPÓCRITA e DESONESTO, e que é totalmente ABJECTO explorar outros que se encontram em estado de fragilidade e vulnerabilidade para benefício próprio, mas estes "líderes" vão demonstrar por A+B, através de retórica manipuladora típica da new age, que sou eu quem está errada (e que, claro, preciso de cursos, "iniciações" e "terapias" "holísticas")...

MAS há SEMPRE algo que "diz" que algo ali não está bem, é físico! e eu pergunto-me: como será com as outras mulheres?

Sónia

rosaleonor disse...

Tem toda a razão...é deveras estranho que tudo possa ser invertido e o verdadeiro passar por falso e o falso acabar por se afirmar e convencer de que é verdadeiro...as palavras enganam mas como diz e muito bem há sempre algo que não está ali...e deixa-se enganar quem está na mesma onda ou energia e portanto nada se perde...mas ao incautos, os indecisos, os ingénuos esses podem ser enganados - neste grupo abundam as mulheres.
obrigada pelo seu comentário. Sempre oportuno
rlp