quarta-feira, abril 26, 2017

25 DE ABRIL



DEIXO-VOS ROSAS - porque os cravos encravaram nos canos de metralhadoras...

Não, não comemorei o 25 de Abril...


Eu vivi antes do 25 de Abril...muito antes...levei em cheio com o fascismo, nasci em 1946...Cresci e vivi na pele o medo e a opressão e vi a miséria e o despotismo à minha volta...Também eu fui muito nova obrigada a fugir à PIDE - para Paris - por dizer poemas, como fugiu o meu irmão mais novo  também à carnificina da guerra de Angola...
Eu vejo muita gente a cantar a glória dos cravos e da revolução e os militares - e eu fui "revolucionária" com vinte anos, quando a ameaça era real e Caxias uma prisão...Tudo era ameaçador para as mulheres (e homens) torturadas e aviltadas na sua dignidade...Eu vi e vivi muita coisa, como as manifestações e a polícia à carga...e o terror na fuga dos estudantes... E sempre a AMEAÇA da prisão a pairar em todo o lado para quem falasse ou dissesse alguma coisa - e é verdade que hoje se pode falar e dizer tudo o que se quiser, mas vão me desculpar os crentes e as novas gerações da "revolução" teórica pois eu hoje não vejo nada do que sonhei e em consciência não posso dizer que haja essa tal LIBERDADE de expressão ou liberdade de viver...porque para além da mesma vida precária do povo e a riqueza e corrupção desenfreada das elites, também não vejo nem respeito nem dignidade em nenhum lado; enganem-se os que se quiserem enganar com as vossas mentiras e utopias - comunistas e fascistas - porque o que eu vi e o que o tempo me diz e mostra bem claro é que tivemos anos um Presidente que foi informador da PIDE e eleito pelo povo e lá mantido décadas ...e um Governo fascista como nenhum outro - que destruiu todo os avanços sociais em nome da crise económica e da austeridade...


Hoje temos um Presidente diferente...é verdade, moderno, viajado, falador, apaziguador e um homem de afectos, dizem...vai abraçar toda a gente na rua e no mercado e distribuir sopa aos sem abrigo...sim aos sem abrigo - cada vez mais...os pobres e desempregados. Está tudo mais calmo, não se fala tanto na divida soberana e na crise, nem do Sócrates que roubou milhões e vivia a grande e a francesa em Paris - como se diz e fez...  Sim, mas a divida do País é impagável e escravidão ao estrangeiro eterna...e o povinho é que vai pagar a vida toda como escravo...
Portanto  o que eu vejo é que tudo volta sempre ao mesmo e se repete ad eterno se não se formam cidadãos...e principalmente SE UMA VERDADEIRA CONSCIÊNCIA DO SER NÃO ESTIVER EM CAUSA ...se as mulheres forem livres mas não respeitadas nem dignificadas...




Ah pois claro, já estão a pensar...mas houve grandes mudanças, houve sim senhoras...e por isso escrevo isto com toda a liberdade!

Sim, eu hoje sou livre de escrever isto e o que eu quiser e gritar nas ruas até, chamar nomes aos policias e aos árbitros...mas o futebol impera e Fátima é igual. Não vamos já para Caxias nem para o Tarrafal...mas que adianta eu gritar alguma coisa se NINGUÉM OUVE NADA, NEM HÁ A MENOR CONSCIÊNCIA CIVICA, ÉTICA E HUMANA e a pobreza alastra e a miséria mata e a morte de mulheres pelos maridos e amantes aumentaram proporcionalmente a essa liberdade, e o povo está todo amestrado e narcotizado pelos Média, o Cinema e a Televisão e os carros, os telemóveis e pelos mercados - sim, escravos do dinheiro e do Bancos - a pagar as fortunas dos Banqueiros e a riqueza e a corrupção dos políticos...por todo o lado, o lixo televisivo e a mentira global!

Oh...digam-me lá então que sou reacionária agora - ó vocês que vivem de cor...e salteado...teóricos e poetas da revolução, sentados no sofá em casa...a ver televisão, a ouvir contar como foi?
rlp

Republicando

Sem comentários: