"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, maio 13, 2017

FÁTIMA ALTAR DO MUNDO...

A MINHA ORAÇÃO À MÃE...

MULHERES: “Sintam no âmago das suas identidades, a nutrição, a dádiva e o mistério da Mãe. Haverá um retorno e um despertar da Deusa Mãe.”*

Nós mulheres conscientes, estamos todas muito abaladas com estes tempos que correm e estou em crer que é mais do que os Astros e que a nossa vida pessoal a mexer connosco e para além da Lua Cheia...é a consciência verdadeira que buscamos da Deusa em nós e os passos que damos que de si acarretam uma responsabilidade acrescida e um compromisso de VERDADE interior com a Mãe e a Deusa e eu sei que ela conta connosco para a clarificação da Sua Manifestação e embora ela seja piedosa temos de a viver de uma forma que já não é a religiosa ou seguir uma via devocional de amor a Mãe...Não, nós temos de A encarnar na Terra  e isso é que é o mais difícil.

Fácil é continuar a manter a Virgem no altar e a deixar a Mulher cair na desgraça e no infortúnio...Ver todas essas milhares de mulheres anónimas que vão de joelhos a Fátima e sofrem as mais duras e penosas cargas na sua existência e acarretam com as mais duras penas na sua pele, mulheres que são vitimas dos mais e mais dolorosos conflitos de mães e filhas.  Mulheres sobrecarregadas de trabalho e sacrifícios, e quantas ainda em plena escravidão. São milhões em todo o mundo. Pensem nas milhares de mulheres exploradas sexualmente, pensem nas meninas violadas e mortas, pensem nas mães sem nada para dar aos filhos na miséria, nem água nem pão, enquanto o Ocidente vive no conforto e na ilusão do consumo, alienados e vendidos ao dinheiro.
E nós, as ditas mulheres conscientes, vamos continuar  a olhar em vez de fazer a diferença? Não é lutando na politica, dentro do Sistema que nos esmaga e reduz a objectos de consumo e propriedade privada,  já não é  reivindicando direitos e igualdades...que vamos chegar a algum lado de diferente...mas vejam só, o mais difícil, o mais sagrado e o mais digno é termos de A encarnar em vida e ser A Sua expressão na Terra. Cada mulher...não as santas, não as freiras, nem as puras nem as devotadas...mas cada mulher ser respeitada como a Deusa, cada Mãe ser amada como a Mãe de deus...

SERÁ CADA MULHER CONSCIENTE DE SI

Dirão os homens que somos  malditas e prostitutas, inferiores, dirão os padres que somos blasfemas e pecadoras, mas nós sabemos quem somos e que temos de ser ELA...e o preço apagar é se calhar a nossa vida de mentira e de superfície, o nosso falso conforto, as nossas presunções, as nossas idealizações...porque os tempos são inclementes e o que vem por ai nem sonhamos. A Besta humana desvela-se, mostra o seu verdadeiro rosto mas o Rosto da Mãe também se vai revelar e somos nós que temos de os travar...
Ontem só de raspão vi em Fátima aqueles homens vestidos de mulher, aqueles padres vestidos com os paramentos das sacerdotisas e senti arrepios, senti náuseas, senti nojo desses malditos usurpadores...e não me peçam para ser mansa...e amar a todos igualmente...
Não esqueçamos que:
“O padre que oficia nos seus trajes de cerimónia, todos de origem feminina, e o travesti, castrado ou não, obedecem a um mesmo desejo. Destapar uma ponta do véu, descobrir o famoso véu de Ísis.” (Jean Markale)
E sim a "Deusa é muito generosa. Ela permaneceu por detrás da cena nessa batalha do patriarcado, porque sabe que é a força criativa em todas as coisas e que todas as coisas precisarão finalmente de reencontrá-la" - e nós estamos no centro e no amaga dessa batalha invisível contra o demónio que eles inventaram e nos trataram de culpar da sua traição à Deusa e à Mãe, à Origem da Vida e a Terra e a toda a Natureza...
Contudo eu não ignoro como as mulheres estão longe desta consciência e de como a Deusa se tornou inatingível e lá no alto...mas o que eu digo é que a terra é sagrada e a Mulher que a Representa também porque ela encarna o poder da Deusa - espelhar isso, manifestar isso é fundamental para que o mundo mude...
Hoje sinto estamos doentes de tristeza...de dores...o nosso estomago se revolve...e nem fazendo das tripas coração conseguimos aguentar esta mentira diante dos nossos olhos...
Eu só penso: quando, quando serão as mulheres a cantar e desfilar diante do Altar da Mãe?

rosa leonor pedro

*barbara marciniake




Sem comentários: