segunda-feira, junho 04, 2018

O que andamos cá a fazer?



O que esta sociedade se está a transformar a passos largos...
Em Mortos vivos...gente sem alma...zombies ...ou robos...?


Eu fico horrorizada como se vai na Onda MEDIÁTICA ...como são cegas as pessoas com a ideia da morte e a "dignidade na morte" QUANDO VIVAS se odeiam umas as outras e se trucidam...Fazem negócios da velhice e da doença, há lares que parecem pocilgas, onde os velhos são desprezados e abandonados, sim os velhos principalmente e não respeita ninguém; os estados fazem guerras onde se matam e morrem os jovens, e aprende-se a matar com tal naturalidade neste mundo...e depois discute-se na Assembleia da Republica, entre partidos e interesse partidários, entre negócios escuros e outros sórdidos, entre guerras de interesses, uma falsidade tal que mete medo...e defende-se muito acaloradamente..."a morte com dignidade"...Esta inversão dos valores de atribuir mais importância à morte com "dignidade" do que à vida com dignidade a todos os níveis é consequência desta falsidade toda  proveniente da grande alienação da alma e do sentido da Existência em si...
O que andamos cá a fazer?...será só discutir ideias vagas, modas, teorias e viver materialmente com muita "dignidade" na teoria e matando cientificamente e fazendo tudo (o que há de mais indigno ) para sobreviver? Sim, porque parece que ninguém redimensiona a vida do lado mais vasto do ser e da alma e tudo se fica pelo esqueleto e a carne...e os cinco sentidos...
Onde está alma e o espírito nisto tudo? Não falo das crenças nem da fé cega, nem das religiões aina mais alienantes ...falo de uma CONSCIÊNCIA interna de um SER HUMANO.

Às vezes acho que não vale a pena dizer nada - as mentes humanas estão tão formatadas e aprisionadas no controlo Mediático, presas nas aparências e nas formulas e apaixonadas por ideias feitas que discutem tudo menos a verdadeira vida... ou o amor que não têm...sim, prisioneiras da matéria e do "bem estar" - tudo o que para elas conta é o dinheiro e a falsa vida do ter...

Não é por acaso que os filmes todas de ficção se baseiam agora num suposto fim de mundo e em seres totalmente desfigurados - é mais do que uma metáfora...é quase real para quem tem olhos para ver para la da maquilhagem social e das aparências...

Ainda ontem atravessei o Tejo e quando me sentei no Barco em frente a uma mulher idosa...ao sentar-me, não sei se  a toquei sem querer, ela desatou aos gritos comigo colérica e desvairada mesmo depois de lhe ter pedido desculpa...sim, fiquei horrorizada porque o estado de raiva latente das pessoas em qualquer lado é uma bomba relógio...

rlp

Sem comentários: