segunda-feira, maio 24, 2010

O RETORNO À DEUSA


CAMINHO PARA A INICIAÇÃO FEMININA

"O retorno à Deusa, para renovação numa base de origem e num espírito feminino, é um aspecto vitalmente importante na busca que a mulher moderna empreende em direcção à totalidade.

Nós, mulheres que alcançamos sucesso no mundo, somos, via de regra, “filhas do pai” , ou seja, somos bem adaptadas a uma sociedade de orientação masculina, e acabamos por repudiar nossos instintos e energias mais integralmente femininas, rebaixando-as e deformando-as da mesma forma que a nossa sociedade o fez.

Precisamos retornar a esse mundo e redimir o que o patriarcado frequentemente considera apenas como uma ameaça perigosa, chamando-a de mãe terrível, dragão ou bruxa."
 

De SYLVIA B. PERERA
***
SEM A DIMENSÃO DO SAGRADO FEMININO, SEM A CONSCIÊNCIA DA SUA PARTE INSTINTIVA QUE FOI REPRIMIDA E REGEITADA PELO PAT
RIARCADO A MULHER NÃO PODE ATINGIR A PLENITUDE DO SEU SER.
A GUERRA, A VIOLÊNCIA EM GERAL E A "VIOLÊNCIA DOMÉSTICA" PRENDE-SE COM A FALTA DE RESPEITO PELA DIMENSÃO SAGRADA DA MULHER E DA NATUREZA E A IGREJA CATÓLICA TEVE UM PAPEL DIRECTO NO SEU REBAIXAMENTO SENÃO MESMO AVILTAMENTO AO CULPAR A MULHER DA QUEDA.

É COM ESSES OLHOS QUE O HOMEM QUE A DESPREZA E VIOLA A VÊ...
O "PECADO" DA MULHER, SAÍDA DA COSTELA DE ADÃO, VOTADA AO DESCRÉDITO E À SUBMISSÃO AO MACHO, TEVE DE SER COBERTO COM UM VÉU NA IGREJA. ESSE VÉU ERA O MESMO QUE A BURKA NO ORIENTE, MAS MAIS DISFARÇADO...
RLP

2 comentários:

Ralf e Pri disse...

Queria mesmo vive em um tempo onde a mulher fosse respeitada como diferente e igual.
A mulher moderda acaba sendo a "feminista" e tem que viver no mundo dos homens do jeito dos homens. e para ser respeitada tem que se parecer com ele. isso me deixa triste.

Acho que fui meio confusa nesse comentario... você escreve muito bem, te adimiro demais, quero um dia escrever bem tal como você.

Ass. Priscilla Valdragon
Rio de Janeiro, Brasil

Rosa Leonor disse...

Percebi muito bem o que me diz...agradeço as suas palavras.
escreva sem medo, não se importe com o resto.
um abraço
rleonor