terça-feira, dezembro 29, 2020

A MAFIA MÉDICA



AS PESSOAS NÃO QUEREM SABER...


"Pasteur compõe com a elite a mentira médica e a ilusão de todos os tempos, com base na teoria microbiana da doença. Esse equívoco afirma que as doenças se movem para fora do corpo na forma de micróbios.
A máfia médica compreendeu e se aproveitou dessa falsa teoria microbiana da doença e criou o vasto ambiente fraudulento de um trilhão de dólares necessário para injeções de imunização baseadas em pura ilusão. Isso transforma toda a medicina moderna em uma fraude.
Dentro do corpo

Antoine Besham afirmou e provou que a causa da doença está dentro do corpo e que é o estado de nossa saúde que determina como e por que nos curamos, não as injeções de imunização. Estou anexando uma citação do livro Health Towards ... Physical Immortality - Health to ... Physical Immortality :

Louis Pasteur (1822-1895) e Antoine Besham (1816-1908), dois cientistas franceses, propuseram explicações diametralmente opostas sobre o que eram as doenças. Pasteur propõe a teoria microbiana - os micróbios causam doenças. Besham propõe a teoria celular - as doenças produzem micróbios. O primeiro ficou famoso, o segundo foi esquecido. Qual está certo?

Besham (médico, biólogo e físico) descobriu os micróbios antes de Pasteur. Após anos de observação, ele foi capaz de provar que os humanos criam seus próprios micróbios para restaurar a ordem e o equilíbrio em seus tecidos e órgãos. Besham também descobriu microzimas, as menores partículas vivas. Essas minúsculas partículas mudam de forma - pleomorfismo - e se transformam em micróbios quando a saúde de uma pessoa se deteriora. Os micróbios são na verdade nossos aliados. Ele publicou muitos artigos científicos nos quais provou sua teoria.

Pasteur (químico) usou e falsificou os resultados de Besham publicando-os em seu nome com conclusões opostas. Hoje ele ainda é considerado um dos salvadores mais valiosos da humanidade ou - um bom pastor do rebanho humano (um pastor equipa um 'pastor' em francês). Muitas ruas, organizações e estátuas hoje levam seu nome. Segundo Pasteur, as doenças se devem à invasão agressiva de patógenos externos microscópicos. Cada tipo de micróbio tem uma forma específica e sempre causa a mesma doença. Essa teoria é chamada de monomorfismo. Para prevenir doenças, ele propõe que façamos guerra contra os micróbios. Na verdade, Pasteur foi pago por elites que queriam desenvolver métodos eficazes de eugenia (filosofia social e ciência aplicada,

O Instituto Pasteur e as vacinas foram financiados já em 1887 pelos Rothschilds, 'banqueiros' enriquecidos ilegalmente (banqueiros e gangsters) que operam em todo o mundo. Eles garantiram que a teoria de Pasteur se tornasse a norma para respeitar o planeta. A ideia enganosa da prioridade do mundo externo sobre o homem a partir de dentro tem raízes ainda mais profundas e transforma os seres humanos em vítimas de inimigos externos invisíveis - os micróbios. Mas Besham já provou o contrário. Na verdade, não há inimigo externo. Meu corpo cria seus próprios microorganismos para restaurar a ordem e o equilíbrio.

Vários cientistas mais tarde provaram a existência de microzimas de Besham: Royal Raymond Rife (partículas polimórficas, 1920), Günther Enderlein (protiti, 1925), Wilhelm Reich (Bioni, 1930) e Gaston Nasens (somatídeos, 1959)… Tarde demais! A vacinação, o maior crime contra a humanidade, já existe e prospera. A elite encontrou sua arma mais importante.

O governo e a ordem política aliaram-se às empresas farmacêuticas. Você não ouve políticos expondo essa loucura que está arruinando economicamente o povo americano e matando milhões de cidadãos todos os anos. Trata-se de assassinato em massa e controle simultâneo sobre a população!
Querida ilusão
E adivinha quem paga a conta?

Micróbios (bactérias) não são a causa de doenças. Porém, em sua ação sobre os tecidos mortos e outros resíduos, preparando-os para serem eliminados do corpo, a temperatura sobe. Quando os produtos residuais são todos alterados quimicamente e descartados, os micróbios (bactérias) desaparecem.
São coisas mortas ou células mortas que são vítimas de uma infecção bacteriana. Micróbios se alimentam de células mortas e nunca atacam tecidos vivos. Micróbios (bactérias) festejam apenas em áreas que não estão mais vivas. Carne morta ou células mortas são vítimas de uma infecção bacteriana. Portanto, as doenças não são contagiosas.
Os resultados
Micróbios (bactérias) são o resultado de uma doença, não sua causa. Isso elimina o conceito de 'doença contagiosa'.
Os fatos positivos são que a tarefa dos micróbios é decompor e facilitar a remoção do material tóxico, que chamamos de infecção. A doença aparece primeiro e depois a bactéria.
Esta é a relação correta entre causa e efeito. Micróbios ou bactérias se alimentam de carniça. Doenças ou enfermidades ocorrem devido a um estilo de vida não natural.

A falsa teoria de que os micróbios das doenças estão fora do corpo é a base errada para as doenças infecciosas. Toda a teoria das imunizações e / ou vacinações está errada. Mas é a base e o alicerce de um cartel farmacêutico de vários trilhões de dólares que controla todas as escolas de medicina e médicos alopáticos.
A máfia médica está espalhando bem sua propaganda. E realmente engana quase todo mundo. A medicina moderna é uma máquina de matar com fins lucrativos.

Bob Liveston
Fonte: Easy Health Options, Pasteur Or Bechamp? 15 de junho de 2013


A ALQUIMIA FEMININA



As Dez regras da alquimia feminina


"Quando a respiração verdadeira se instala, o sangue transforma-se em secreções que, partindo da zona intermédia dos seios, circulam por todos os canais e irrigam o corpo inteiro. Estas secreções vivem graças a que se nutrem do “leite de jade” (yuru) que não é mais do que o alento vital da respiração interna, que brota de dentro do corpo. A mulher sublima o alento por meio de movimentos circulares no interior do palácio central.* Os procedimentos correctos da via feminina oferecem um método exclusivo que consiste em fazer com que o mantra búdico om mani padm hum produza remoinhos no centro do corpo. Cada uma das seis sílabas está orientada de maneira concreta em relação ao centro do corpo, que é onde se situa o OM. Ao respirar a adepta faz girar em remoinhos este mantra, para que as cinco forças psíquicas das cinco vísceras subam e se reúnam na fonte.
(…)

Tendo em conta o que dizem as Dez regras da alquimia feminina, é importante que a mulher cuide e harmonize a sua força espiritual original. Os resultados são obtidos primeiro que no caso dos homens dado que, ao chegar à respiração embrionária, ela já percorreu dois terços do caminho. Mas tem de fazer agora o possível para que se abra a flor da sua mente-coração; e isso sobretudo através do cumprimentos dos preceitos. Quando esta flor se abre, emite a luz do corpo original. A mente-coração entra numa fase de absorção, a sua luz ilumina o tórax e o abdómen. Neste estado, quando o sol e a lua iluminam o caos com a luz que tudo ilumina, aparece o elixir de oiro.

Quando a adepta entra nesta fase de absorção, é como se estivesse morta, tem a tez branca e parece que já não respira. Faz falta então que alguém vele por ela dia e noite – este estado pode durar de um a dez dias – e evite-se qualquer grito ou qualquer ruído que a possa assustar, pois a sua força espiritual poderia ver-se afectada e precipitá-la no abismo dos demónios e da loucura. Quando ela sai da sua absorção, a sua respiração nasal é recuperada pouco a pouco e a luz divina se desvela parcialmente. Então é quando há que chamar a adepta pelo seu nome em voz baixa. A partir daí, ela retoma a vida habitual, ainda que se mantenha alerta, pois os perigos não se podem descartar completamente antes que se cumpra a etapa seguinte: a etapa em que será capaz de fazer sair a sua força espiritual (original).

Taoísmo e Alquimia Feminina

(traduzido do espanhol)

Catherine Despeux


domingo, dezembro 27, 2020

VERDADE-MENTIRA?




 -  QUANDO É QUE OS BANCOS E AS FARMACEUTICAS E OS  QUE CONTROLAM O MUNDO SE PREOCUPARAM COM A TUA SAUDE?


"A VACINA DA ESTERILIZAÇÃO - ABRA OS OLHOS E A MENTE!"

"Quer saber a verdade? ...

A "vacina" que quase todos os governos do nosso planeta estão a aceitar é o chamado "mRNA", que circula pelo sangue até encontrar um receptor de enzima [ACE2] que existe principalmente nos testículos, nos ovários e muito pouco na mielina dos neurônios.
O "m" é para mensageiro, através do receptor, o RNA (ácido ribonucleico) penetra na célula e nela reescreve seu código genético .
A célula deixa de servir para aquilo que a natureza a criou, serve apenas para criar o que os laboratórios projetaram para o RNA.
Teoricamente "defesas".
O resultado dessa vacina será que, em curto prazo 97% dos homens inoculados ficarão estéreis.
Se forem crianças pequenas, nunca desenvolverão características sexuais secundárias.
Serão crianças andróginas, sem desejo sexual e provavelmente muito mais manejáveis ​​e obedientes do que alguma vez os nossos ancestrais foram, ou mesmo do que nós mesmos.
Por outro lado, 45% das meninas serão estéreis, ou seja, não poderão conceber filhos. O dano neural, por outro lado, afetará parte do seu córtex frontal "a frontex" Sim, poderá trabalhar e também dirigir um carro, mas não será capaz de pensar profundamente. Escravos perfeitos do Novo Normal ... da Nova Ordem. !!
É a FASE 3 do plano, a finalização do projeto do EVENTO 2001.
A FASE 1 era para assustá-lo, isolá-lo e prendê-lo com um vírus que, como causa única, matou apenas uma pequena percentagem de pessoas em comparação com a população mundial. Muito menos do que a gripe do ano passado,
A FASE 2 era para o fazer usar uma máscara grotesca e inútil que não só despersonaliza como também te priva do oxigênio necessário para os pulmões e sangue ... em suma, para respirar corretamente ... E por tão pouco, perdeu seu emprego, seu parceiro, seus pais, seus filhos, ... seus afetos.
FASE 3, Já está desesperado e quer acabar com tudo isso de uma vez por todas...
Até já pede a Vacina!
Vão te dizer que eu minto, ...
Pergunte: o que contém a vacina?
Vão responder que por lei nem os médicos podem saber. Segredo.!!!
Será que não tem maturidade para conhecer, confiar no seu governo, nos média, na OMS e nos funcionários assalariados de George Soros e Bill Gates.
Eles dirão que os laboratórios são responsáveis, mas por lei você não poderá reivindicar a ninguém a responsabilidade. Vejamos, quando "as bolas" secarem, você só terá que chorar pelo que sobrou delas. Sabe que nunca poderá ter filhos ou netos, que nunca verá seu filho porque não poderá ser pai, também não terá cérebro para pensar nisso ... porque terá sido lobotomizado.
A oposição"?
Não quero deixá-los amargos, mas 90% dos partidos nas democracias ocidentais, mesmo no terceiro mundo, recebem dinheiro da "Sociedade Aberta" de George Soros, da Fundação Bill e Melinda Gates, da Fundação Ford, da Fundação Rockefeller, do Partido Comunista Chinês por meio de seu homem de frente, o investidor Ming Wai Lau.
Quem te vai dizer a verdade? pessoas como Dra. Roxana Bruno, Dra. Chinda Brandolino ou Dr. Heiko Schöning, aqueles Doutores pela Verdade, Advogados pela Verdade, Professores pela Verdade.
Desligue a TV, queime o focinho, respire, saia para abraçar seus pais, abrace a liberdade, não deixe nenhum médico que não seja a verdade te tocar, nem nenhum advogado que não seja a verdade te aconselhar sobre o assunto.
Só assim , a Ditadura da Saúde Global da Nova Ordem Mundial entrará em colapso e vamos acordar de uma vez por todas deste pesadelo terrível.
Além de que, está completamente ligada à 5G futura 6G. "

quarta-feira, dezembro 23, 2020

UMA CARTA DE AMOR.




O dia em que mandei uma carta de amor à Rosa Leonor Pedro

Publicado porVi Murphydezembro 22, 2020Publicado em Profundezas do ser!





Rosa Leonor Pedro. Peguei no seu livro “Lilith, a Mulher Primordial” hoje às 18h na Ishtar, comprei-o. Comecei a lê-lo às 23h e acabei de o ler agora (3h03 a.m.).

Antes de fazer tudo isto, fui à Peninha, mas não sei porquê, apenas fui. No meio do nevoeiro denso, sentei-me num penedo, e no silêncio e na densidade da floresta chorei. Chorei ali muito baixinho (enquanto queimava por dentro) durante horas, sentada naquela pedra, porque me senti sozinha num mundo que não compreendo e que todos os dias luto tanto para conhecer e saber. Nisto olhei para o penedo onde estava sentada e para as árvores e pela primeira vez vi de facto o que estava à minha volta. Pensei que elas já tinham presenciado tanta coisa, existiam há tão mais tempo que eu, que dentro de mim surgiu a dança ainda antes de haver música. Resolvi presentear uma pedra e as árvores com um bailado, porque é a única arte que tenho em mim. Coloquei uma música com um piano profundo, que ressoasse na natureza viva, e percebi que tudo ali estava vivo, mesmo o que não estava, e eu estava viva com tudo. Ali chorei e dancei, e dancei e chorei, até sentir o que a pedra sentia, ouvir o que as árvores diziam e respirar finalmente a densidade do ar. Libertei-me e de chorar passei a sorrir, e dancei a sorrir até ao fim com uma verdadeira alegria e um pesar transformado em arte, e eu cheia de vida, de paixão, de amor, em conexão com todos os elementos. Dançar é a minha forma de fazer amor com o mundo e eu fi-lo ali.

Sai dali a pensar que era uma anormal perdida num planeta.
Afinal não sou uma anormal, nem tampouco estou sozinha. Sou uma mulher e existem mais como eu.

Obrigada. O seu livro mudou a minha vida no dia em que a minha vida estava a ser mudada.

Se pudesse abraçava-a. Um grande beijinho. Vi.


PS1- Aconselho vivamente a todas as mulheres (independentes, diferentes, putas, visionárias, anormais, acorrentadas) a lerem o livro.

PS2- A Rosa Leonor Pedro, essa mulher linda, visionária e plena, respondeu-me com o mesmo amor que lhe dirigi.

PS3- Quem gozar com o facto de eu ter dançado para uma pedra vai levar cá uma puta no focinho!

quinta-feira, dezembro 17, 2020

O VACUO EXISTENCIAL

 

Das VIDAS VAZIAS que encontraram o significado para a sua existência no covidismo!
Por: Teresa Diaz Gonçalves


O vácuo existencial

Ontem a empregada de um restaurante muito engraçado, sugestivamente dedicado ao burro português, disse-me sem pestanejar que sim, que conhecia uma pessoa que tinha morrido de @ovid aqui na vila. Um senhor que estava no lar. Idade? 100 anos. Hum, não teria morrido COM @ovid uma vez que pela avançada idade teria certamente outras debilidades? Não, fora mesmo de @ovid e por isso o restaurante tinha que fechar às 22:30 em ponto. É que o número de casos no conselho está a crescer e provavelmente, anunciou com indisfarçável orgulho, em breve teriam que confinar. Mas sabe que nas cidades muitos restaurantes estão a ir à falência e as pessoas a perder o emprego por causa dessas restrições? Sim, e aqui também, respondeu com excitação.
O @írus chegou “em força” a esta vila no Outono, permitindo-lhe finalmente apanhar o comboio da modernidade pandémica. Essa chegada foi-me excitadamente anunciada por um notável, já devidamente mascarado, com quem me cruzei no jardim. Depois disso, as máscaras multiplicaram-se em interiores e exteriores. As faces humanas tornaram-se raras em todo o lado exceto nas televisões de grande formato que estão continuamente ligadas em cafés e restaurantes. A bom volume, estas enfiam a narrativa pandémica pelos olhos e ouvidos de todos, através de uma mistura de notícias bombásticas e programas de variedades. Espaços comerciais começaram também a fechar por causa dos “casos” e pude até observar em primeira mão a desinfecção da esplanada ao ar livre de um café que esteve largas semanas fora de actividade porque o filho dos donos se tinha “infetad@” numa festa na cidade próxima.
O mais curioso é que tudo isto me pareceu sempre mais fruto de entusiasmo e voluntarismo do que de medo. Vi-o por exemplo no brilhozinho de excitação que tinha nos olhos a mulher de idade que estava à minha frente na fila e me mandou esperar fora da agência bancária, ao frio e à chuva, com um “agora tem que ser assim”.
E não é só aqui na vila. O entusiasmo com que em todo o lado a maioria aceitou a narrativa pandémica e o seu folclore de máscar@s, desinfecções, distanciamentos, testes e confinamentos é surpreendente. Pessoas de todos os níveis de inteligência abraçaram a religião @ovídica ao arrepio de factos, riscos e, o que é mais extraordinário, até de interesses pessoais.
A mim parece-me que mais do que terem sido apanhadas pelo medo, as pessoas o adotaram de forma voluntária e que agora o cultivam e guardam com galhardia dos ataques negacionist@s. Um amigo aqui da vila acha que o problema é que as pessoas não têm mais nada que fazer. E ele pode muito bem estar certo…
Viktor Frankl que era tão alemão como o Klaus mas em vez de viver como um privilegiado teve que sobreviver vários anos no campo de concentração de Aushwitz, acreditava que o vazio existencial era um fenómeno generalizado nas sociedades ocidentais no século XX. E não há indícios de que a situação tenha melhorado desde então. Esse vazio corresponde a uma sensação de que a vida não tem sentido e manifesta-se num estado geral de aborrecimento (o tal não ter nada para fazer…), podendo dar origem a depressões, adições e a comportamentos agressivos (peenars hoje em dia, como se sabe) ou tentativas de compensação pela busca de poder, dinheiro e prazer (a normalidade capitalista).
Frankl acreditava que essa frustração existencial se resolve quando nos ultrapassamos a nós mesmos e criamos um sentido para a nossa vida, sendo que isso pode ser conseguido por três vias: (1) pela dedicação a uma obra ou trabalho que nos preencha; (2) experimentando sensações profundas ligadas à bondade, à verdade, à beleza, à natureza, à cultura ou ao amor por alguém; (3) através do sofrimento inevitável, quando nos reinventamos para lhe dar um sentido, transformando-o em sacrifício.
E é nesta terceira via que o pessoal está. Ocupado a enfrentar uma terrível pandemia com dignidade e nobreza. A salvar a humanidade. E com o bónus de o poder fazer sem o esforço inerente às duas primeiras vias. Na realidade sem sequer sair do sofá, queriam melhor? É a chamada via rápida para dar sentido a tantas vidas frenéticas, tristes e vazias que a competição e a fixação no lucro criaram.
Acontece porém que a magia do sentido da vida só se pode conseguir através do sofrimento quando este é inevitável. Porque se o sofrimento é evitável aquilo que faz sentido é removê-lo, como também explicou Frankl.
É claro que, pandemicamente falando, remover o sofrimento é quase como tirar um chupa-chupa a uma criança. Porque, quer dizer, está o pessoal sofrendo sossegadamente em casa, imbuído de heroísmo covídico e do renovado sentido que este deu às suas vidas, e vêm uns idiotas negacionistas dizer que afinal aquele sofrimento não é nada porque a pandemia é fraquinha e o vírus bonzinho. Não pode ser! É fake, tudo fake, só pode, não queremos ouvir! Podem calá-los?! Queremos mais confinamentos, mais máscaras, mais regras, não queremos dados idiotas que mostrem que o nosso sofrimento é inútil e que as nossas vidas continuam tão vazias como antes.
E é isto…
O livro do Viktor Frankl, cuja leitura dá certamente muito mais sentido à vida do que uma pandemia@ fraquinha e que ainda por cima está a causar tanta miséria e mortes colaterais e a levar-nos por caminhos tão perigosos em termos de sociedade, chama-se “O homem em busca de um sentido”. Um bom presente de Natal, fica a sugestão. Acompanha bem com compota de figo e nozes…

terça-feira, dezembro 15, 2020

FICÇÃO CIENTÍFICA

 


Ficção científica...?


Einstein disse que não saberia como seria a 3ª Guerra mundial... Mais do que ninguém ele devia saber que seria química estabelecida por meios consensuais, por medo ou terror de uma doença e em que mães matariam os seus filhos a pensar salva-los e homens matariam mães e pais para os proteger e se transformaram em cobaias da inteligência artificial em nome do dinheiro e da saúde...
Uma guerra invisível, meticulosamente organizada, feita com a conivência dos Estados e Governos do mundo inteiro. Uma guerra mundial secreta e suave, sem bombas, sem estrondos, sem sangue... Uma guerra asséptica e aceite por todos... Pela nossa saúde. Em que só a nossa alma morre....
Rlp


G A V I

Sabem o que é?

Consórcio mundial que agrega Fundação Bill Gates, Bill Clinton Global Initiative, OMS,CDC, um consórcio poderoso com a indústria farmacêutica.
E esta empresa que quer dominar a vacinação mundial, depois dos resultados das farmacêuticas estarem a cair. Nada melhor que uma vacina anual em 7.3 bi de pessoas!!!!
Durão Barroso faz parte da Administração!!!
Tudo pensado e organizado pela McKinsey
Bill Gates ha 4 anos bem nos avisou que vinha aí uma pandemia....

ESSÊNCIA E MATÉRIA




O outro lado de mim...completa-me no que sou no mundo!


As pessoas teimam em separar o seu lado luminoso da sua sombra e pretendem ver-se só no lado da Luz…Pensam-se iluminadas como se a luz apagasse todos os traços da sua personalidade e a pessoa não tivesse mais de lidar com a sua sombra e o seu ego… e que essa luz só por si resolveria tudo. É como se o nascer do dia ocultasse todas as coisas sombrias que elas pensam como "más e negativas" e a noite fosse apenas um pesadelo a banir das vidas e do nosso dia e realidade...mas a VIDA em si é composta de dois lados e eles são concomitantes e estão presentes em tudo e a cada instante. Tanto como a dor está no prazer, a tristeza na alegria, e a noite no dia...ou no calor o frio, pois tudo tem duas faces e tudo o que temos a fazer é unir esses dois lados equilibra-los e integrar o suposto "bem e mal" que não são mais do que o oscilar da balança a pender por defeito para um dos lados apenas… Temos de nos centrar no Fiel da Balança… ou na nossa alma para atingir uma coesão existencial. Depois talvez possamos aceder ao plano espiritual por excelência, a uma Visão neutral das coisas. Negar os opostos, contudo, olhar só para um só lado de tudo porque nos disseram - as religiões - que isso era "o bem e o bom" é negar a SUBSTÂNCIA do mundo e da manifestação, é negar o principio do universo e do Tao. É negar a Alquimia da vida, o Sol e a Lua, o feminino e masculino e a evolução da consciência… que se encontra mesmo ao Centro...no nosso Coração inteligente, num entendimento superior e que é apanágio de uma verdadeira humanidade.

rlp

(2018)

quinta-feira, dezembro 10, 2020

AS DOENÇAS



"A doença é um conflito entre a personalidade e a alma.
A constipação acontece quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre aumenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver.
E as dores caladas? Como falam no nosso corpo? A doença não é má, ela avisa quando erramos a direcção.
O caminho para a felicidade não é recto, existem curvas chamadas EQUÍVOCOS, existem semáforos chamados AMIGOS, luzes de precaução chamadas FAMÍLIA, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada DECISÃO, um potente motor chamado AMOR, um bom seguro chamado DETERMINAÇÃO, abundante combustível chamado PACIÊNCIA.
Mas principalmente um maravilhoso CONDUTOR chamado INTELIGÊNCIA."

desconheço o autor?


MEMÓRIAS



Mestra-te. Retira o que é teu. Tens uma escolha para decidir para onde dás a tua energia mental e emocional. Decides sintonizar e permitir que ela viva dentro de ti quando podes ser apenas um observador das situações que testam a tua paciência. Talvez estejas a trabalhar em ti mesm@ e a evoluir para além dos dramas que uma vez te puxaram para dentro. Há certas situações que retornam para testar a tua evolução, mas não se trata de mais ninguém.
É sobre o quanto tu trabalhaste em ti mesm@ e o quanto isso não te afecta mais. Quando estamos a aprender a dominar o nosso interior, podemos ver claramente o que nos desencadeia e essas situações são as que exigem que cresçamos.
Então sente-te grat@ quando as coisas surgirem, porque agora já sabes como trabalhar através delas ao invés de exagerar e pensar demais. Ter domínio sobre ti mesm@ é uma experiência quotidiana que te ajuda a melhorar em ser o melhor de ti. Irás compreender que já não tens energia para brincar ou reagir tão facilmente.
Vês-te a investir o teu tempo no que agrega valor à tua vida. O teu foco torna-se sobre viver uma vida mais enriquecida porque qualquer outra coisa está a drenar a tua preciosa força vital.
Pergunta-te se vale mesmo a pena dar a minha preciosa força vital a algo que aconteceu no passado? Para alguém que não merece? A uma situação em que tu cresceste? Ou que já superaste? Lembra-te, a tua atenção e o teu foco são o teu poder.
Os cenários em que pensas demais e repetes constantemente não te estão a fazer evoluir. Pára com o auto-julgamento e perdoa-te a ti mesm@ Decide agora que vais gerir melhor a tua energia.
Irás pensar, sentir e fazer o que te evolui. Irás fazer as pazes com o que aconteceu e com o que não podes mudar. A partir de hoje irás recuperar o teu poder, decidindo conscientemente o que alimentas e a tua energia.
Tens o poder de gerir o teu mundo mental e interior que irá reflectir a forma como lidas com a tua vida quotidiana. Sê muito paciente contigo mesm@. Tu estás a evoluir e a aprender. As coisas ficarão mais claras para ti.

~
Tradução livre do texto de Idil Ahmed





COM MÁSCARAS DE MORTE...




Texto escrito em 2018 

A FALÊNCIA DO MUNDO E A NOSSA DEMÊNCIA

Quando não havia Facebook, ou eu não entrava nele, já lá vão mais ou menos 10 anos, todos os dias eu escrevia só no meu Blog Mulheres & Deusas (onde escrevo há cerca de 20 anos) e através dele houve muitas mulheres e homens também (embora poucos) que se identificaram com ele e vieram ao meu encontro…
Recebi imensas cartas e testemunhos especialmente de mulheres jovens e mais velhas radiantes por se sentirem retratadas nas suas ansias e medos e frustrações e lutas diárias para entenderem o que se passava de errado com elas e as suas vidas… Nesse tempo ainda se comunicava…
Foi a era dos blogs e num espaço de tempo relativamente curto foram gradualmente substituídos pelo facebook e pior ainda pelo Instagram… Entretanto perderam-se as palavras e a linguagem e ficaram apenas as imagens e cada dia mais nos afastamos do diálogo e do entendimento das palavras porque nada é aprofundado, nada é integrado ou sentido e vagueamos ao sabor da visão estonteante de imagens fictícias de vidas inventadas superficiais e estupidificantes, sem substância nenhuma, para posar para a fotografia… para uma montra em que tudo serve para se exporem o corpo e o sexo e se promoverem ou venderem pela imagem de marca, assim como é devassada a vida privada e a vida familiar e afectiva… mas quase sempre idealizada ou enfeitada, reproduzida ou retocada com o fotoshop…
ah e ai vemos gente inteligente a partida e temos as artistas do cordel no trapézio e no bordel quase ou no ginásio a mostrar o corpo flexível e as mamas, ou as pernas torneadas, as caras maquilhadas e sempre sorridentes desfeitas com botox...
Estamos agora diante desse espectáculo horripilante de imagens estereotipadas e é algo que parece irreversível. As palavras e o SENTIR já não tem sentido e as pessoas mal sabem falar ou exprimirem-se…ou fazem-no atabalhoadamente...bué de nada e de tudo... já não se encontram nos cafés a discutir literatura ou arte - igualmente reduzida a uma cadeira partida ou a uma banana com fita adesiva…- e vão aos Bares e Boîtes para se narcotizarem e embriagarem em alcool e droga… ou viagra!
Já não há lugares de culto de beleza genuína nem busca de interioridade nem encontros de poetas e escritores - @s escritores da berra são beras e pornográficos ou imbecis: vendem qualquer porcaria de história e muito má poesia para "reivindicar" não sabemos o quê (ou para se vingarem da mãe que lhes batia?) e aparecer nos escaparates das livrarias em decadência e toda a gente é agora "escritor"... de uma ficção miserável, que reflete esta imensa alienação do humano em si e do eterno e da psique e onde já não há qualquer profundidade alma ou vida natural… e até o divino se tornou plástico e ridículo tal como a doença serve para "terapeutas" ganharem a vida à grande e a francesa a custa do sofrimento alheio...
Estamos tod@s a embarcar nesta viagem alucinante e perigosa do nada, numa trilha cada vez mais estreita sem qualquer discernimento e aderimos a tudo sem nos questionarmos…
Agora vai ser fatal com o G5 e todos acham que é evolução e vamos morrer de radiações lentamente - estoirar o que resta dos miolos até nos tornarmos tod@s ARTIFICIAIS E ROBOTS, zombies da nova era verde camuflada…a era da destruição do Planeta em nome da salvação do "Clima"... O caos o terror a violação e a morte com máscaras de vida...

ADENDA- afinal não foi em nome do Clima,  mas de uma Pandemia que paralisaram e destruiram o mundo civilizado: milhões de pessoas fechadas em casa, velhos isolados a morrer de tudo e solidão  - dizem Confinamento - familias, empregos, cinema, arte musica literatura e lugares de entretenimento, museus, lojas e bares, restaurantes e cidades inteiras morreram... destruídas (o serão) paulatinamente pelo medo de um Virus de gripe made in China e agora a Vacina Pfazer para ser mais rápida ou mais lenta a morte dos humanos...
rlp

quarta-feira, dezembro 02, 2020

A ENERGIA FEMININA E O TEMPLO DA ALMA

"Apesar das vicissitudes e das provações que a vida comporta, considera-a sempre como o mais precioso bem que o Cósmico outorgou ao ser humano, pois ela é o suporte da tua evolução espiritual e a fonte da felicidade a que aspiras. Em particular, considera o teu corpo como o templo da tua Alma e cuida dele o melhor que puderes." Código R+C de Vida

OS ULTIMOS 5 MIL ANOS... 

"Não se esqueçam de que os seres femininos, literalmente, trazem vida ao planeta pois a vida sai do corpo feminino."


"A energia nos homens está estagnada porque sobe do primeiro para o segundo chakra e pára. O centro do sentimento na vibração masculina não foi activado. Faz parte da experiência dos últimos quatro a cinco mil anos. A energia feminina, que sente, traz vida ao planeta e representa a criatividade, entrou em estado de submissão para dar oportunidade à vibração masculina, que não possui senti­mento, de governar o mundo. Nós queremos que vocês enxerguem a cena global. Buscamos movimentos de consciência.
A energia feminina, portadora da magia e da intuição, concordou em abdicar dessas qualidades - energia feminina significando não apenas os se­res fisicamente femininos, mas a consciência feminina. Diver­sas culturas nativas que viveram na Terra e conheciam a vida possuíam características predominantemente femininas. Não se esqueçam de que os seres femininos, literalmente, trazem vida ao planeta pois a vida sai do corpo feminino. Os seres femininos, portanto, são portadores de sentimentos, porque não se pode trazer vida ao planeta e não sentir - a não ser que você participe do movimento patriarcal que cria drogas para embotar os sentimentos. Quem não consegue sentir a vida, não lhe dá valor.
Quando você sente a vida, participa da criação e traz uma vida ao mundo, lhe dá um valor muito maior porque a conheceu. O movimento patriarcal nos últimos cinco mil anos afastou-se completamente do processo do nascimento para poder dedicar-se ao desenvolvimento de armas e ao contínuo aniquilamento dos seres humanos. O bloqueio da energia nos homens foi propositada; em geral está estagnada no segundo chakra, ou no pênis. As mulheres estão com um "nó na gar­ganta" porque concordaram, há quatro ou cinco mil anos, man­ter silêncio acerca da magia e da intuição que representavam e conheciam como parte da chama gémea. A chama gêmea con­siste na energia masculina e feminina coexistindo num só cor­po, quer seja ele fisicamente masculino ou feminino.
A sociedade patriarcal tem sido governada pelo aspecto masculino do Eu. Vocês todos experimentaram, através da consciência, e aprenderam o que funcionaria melhor, prepa­rando-se para a época em que as chamas, juntas, irão acender­se no vosso corpo. Neste momento, a chama gémea não mais será procurada como um parceiro fora do Eu, mas compreen­dida como a integração dos Eus feminino e masculino e o amadurecimento de tudo aquilo que o Eu já realizou. Depois que tiverem integrado as energias feminina e masculina dentro de vocês e activado a chama gémea, irão procurar uma pessoa que também esteja completa, não alguém que preencha uma ne­cessidade vossa, ou vice-versa.(...)


In Mensageiros do Amanhecer – Barbara Marciniake

A MULHER MITICA...

 

A VERDADEIRA MULHER 

"Quem diz religião da Mulher diz também sacerdotisa e maga, ou seja, intermediária cósmica. O mistério da mulher não se limita ao seu sexo: ele impregna todo o seu ser, inclusive (e talvez principalmente) o seu psiquismo. A mulher é intuitiva, porque sensitiva e unida aos ritmos cósmicos que capta. Ela conhece os segredos da vida e da saúde, das plantas e das flores. (...)
Ela compreende as profundezas da alma humana: em seu inconsciente e por meio dele, relaciona-se directamente com as grandes correntes psíquicas que que nos levam e trazem. Ela seduz e aterroriza ao mesmo tempo. Todo o homem traz em si um "retrato falado" da mulher absoluta e, se viesse a conhecê-la na realidade, não mais poderia dela se separar: seria fulminado. Aliás o homem busca-a durante toda a sua vida. São raríssimos aqueles que a encontram, e quase poderíamos dizer: felizmente! É esse sonho, esse ideal inacessível que ele projecta, por exemplo nas estrelas "
(...)


In Tantra - O culto da femininlidade de André Van Lysebeth

quarta-feira, novembro 25, 2020

A DOR...





A Dor ensurdece e não mitiga em nada o caminhar. 

Paralisa. Afunda.

É total desassossego.

Desviante, quando em exagero.

Quando a carne e a alma se juntam à dor, o desespero é a última morada. 

Quando já nada resta, apenas cabe invocar a morte das duas formas.

Ninguém aguenta por tanto tempo um peso dolorido.

Só um Louco, aguentaria, mas os loucos podem gritar, e atirarem-se contra as paredes, que ninguém lhes dirá nada, por conta da sua condição.

Os comuns dos mortais, comummente, levam-nos para manicómios e enchem-nos de drogas, acabando com o último Germe de Vida.

Calam-nos sem compaixão.

Morrem a Triplicar sem Compaixão.

O verdadeiro Mestre, é aquele que, tendo subido e descido ao inferno, consegue CURAR. 

Que consegue puxar, um Ser das trevas para a Luz.



Cadernos da Meia-Noite

ana fernandes

ANTES DA "PANDEMIA"... UM RASTILHO!

REPUBLICANDO (escrito em 2016)

 GRANDE EXPLORAÇÃO DO SER HUMANO COMEÇA NA exploração abjecta da mulher corpo objecto...e da Natureza MÃE!

AGORA MAIS DO QUE NUNCA...

Se olharmos bem para a Planeta o que vemos é perfeitamente assustador e a nível humano e pessoal não há já ninguém que não se dê conta das alterações climáticas nem do ritmo acelerado das intempéries assim como todo o tipo de epidemias e doenças ou da ameaça constante da Guerra se alastrar assim como a fome… 

O rastilho arde… 

E vemos a Terra-Mãe, esta Terra abundante e resplandecente a ser totalmente desrespeitada pela agressão e violência dos homens de poder e os senhores da Guerra. Os políticos e os Media ao serviço dos poderes que devastam o planeta, pelas economias de mercado e os seus interesses financeiros, pensam apenas no seu triunfo (o triunfo dos porcos”?) e no sucesso das suas políticas globais e interesses de audiências, sem qualquer ética ou consciência do perigo a que toda a Humanidade está sujeita!
As massas alienadas pelo futebol mundial, associado ás indústrias do sexo, difundidas largamente pelos Media, favorecem as máfias de exploração e escravização das mulheres e crianças em todo o mundo que as leva para a prostituição organizada ao mais alto nível, sendo mais um flagelo para o qual as pessoas também de “elevado” estatuto social e económico, as elites e os governantes nada fazem nem querem saber.
A alienação do Princípio Feminino e da Terra Mãe é tal que em nome de uma pretensa liberdade aceita-se sem espírito crítico nem ético, organizações que promovem “Feiras de Erotismo” – a mais completa e insana pornografia - como feiras de gado em que as mulheres são expostas e se expõem como animais de circo na mais baixa e repulsiva prática-amostra do sexo abjecto-objeto, ficando os homens a olhar para as mulheres como quem olha para gado bovino (e não é por acaso que lhes chamam “vacas”) e mesmo no caso dos animais de circo e outros animais mal tratados e abandonados, para não falar do crime organizado contra as baleias e os golfinhos, toda o mercantilismo dos seres vivos, seja da fauna seja da flora, nomeadamente a forma como as mulheres e os animais são tratados em sociedade reflectem a nossa miséria humana. Miséria moral e nacional que discute o destino de um feto e não vê a par disso a exploração do corpo da mulher…
Miséria mais do que miséria comparável a dos mais miseráveis indigentes é aquela que nos permite coabitar na maior indiferença e alienação com as práticas mais monstruosas da violação não apenas dos direitos humanos, mas da essencial dignidade que começa a faltar ao ser humano comum, que se acomoda diante da violência, da violação ou da guerra como se um filme de ficção se tratasse…
Sonâmbulos, drogados do consumo, presas as consciências numa matriz de controlo que domina o Planeta através da televisão, que fomenta os ódios raciais e as guerra, as pessoas simples ou analfabetas são mantidas na mais elementar ignorância e as outras, meras consumidoras de culturas de plástico, anestesiadas pelo ecrã e pelas modas, enquanto as mais ressentidas com o consumismo a que não têm acesso, a ficar perigosamente identificados com os heróis cultivados pelos filmes de terror e crime, começando a matar violando e roubando, alastrando assim essas práticas ao quotidiano das cidades, vilas e mesmo aldeias. (...)
Estamos todos a ir contra a corrente da Vida, a ir contra a Natureza-Mãe, a destruir a Terra que nos alimenta; estamos todos a caminhar a passos largos para um abismo sem fazer nada dando por garantido a água o ar e a comida… sem ver que a precariedade não é só dos salários nem da reforma, mas da Consciência Colectiva que nos falta e dita a nossa miséria humana!
Se os homens continuarem a querer submeter as forças da natureza e a destruir o Planeta, qualquer dia acordamos todos debaixo da ponte se acordarmos vivos de um tsunami ou algo parecido…

Onde iremos parar se isto continuar assim e sem que acordemos essa verdadeira CONSCIÊNCIA DO SER MULHER?


rosaleonorpedro
in mulheres e deusas - 2006

Será que há ainda aqui quem leia alguma coisa... ?




TEMPOS DE CÓLERA....

REFLECTINDO

Pergunto-me se em tempo de tanta estupidez e superficialidade, em tempo de tanto egoismo e futilidade, de projecção egoica de imagens de si sem sentido, de tanto ego ego ego e só ego, vale a pena continuar a escrever aqui... sobre SENTIR  e fazer a diferença... 

Será que há ainda quem leia alguma coisa... ?

Penso que não, mas era neste momento de pânico generalizado, mundial,  e de uma iminente mudança global, o fim quem sabe de uma civilização,  que seria mais do que nunca  necessário pensar diante do terror que os Midea propagam assim como do medo Medo continuo difundido nos meios de comunicação social. Como sair desta intoxicação  de informação viciada e falsa que esconde uma acção sinistra de uma Agenda globalista de elites que estão a atentar contra a Natureza Humana em todo o planeta...?

Não seria imperioso e urgente tentar uma saída  desta toxicidade através  uma leitura de coisas mais lucidas e com sentido e sentimentos, de livros,  para tentar contrapor e sanar tanta mentira? Bem sei que há muitos Grupos a tentar fazê-lo e pessoas individuais e de muitas maneiras, mas pensar e escrever e ler seria uma grande esperança para  quem como eu é importante a palavra escrita...

Penso no entanto pelo que vejo que não vale a pena continuar a escrever aqui. O Instagram e o Facebook com toda a censura e futilidade ganhou em todos os sentidos e já não há pessoas que pensem por si ou aceitem o pensamento dos outros... é tudo uma guerra e a divisão social acentua-se de forma muito grave co esta Epidemia transformada pelos políticos numa pandemia...


rlp

sexta-feira, novembro 20, 2020

A LILITH JÁ NÃO RONRONA...


 DIA 5 DE NOVEMBRO - A MINHA GATA  LILITH MORREU



Serenidade, autoconsciência, auto-cura

"Um gato ronronando expressa perfeitamente a serenidade. O ronronar do gato, muitas vezes um sinal de contentamento e prazer, pode indicar ferimento ou dor. As nossas e os nossos ancestrais associaram o Gato às deusas da cura. Hoje os cientistas concordam que o ronronar do gato tem um efeito curativo sobre si mesmo e sobre as pessoas. Pegar num gato que ronrona reduz a própria frequência cardíaca. O padrão e as frequências de som do seu ronronar estão na faixa que pode melhorar a densidade óssea e promover a cura. O padrão e as frequências de som do seu ronronar estão na faixa que pode melhorar a densidade óssea e promover a cura. O ronronar do gato pode atenuar os danos aos ossos que podem acontecer durante sua vida cheia de sestas.

O gato ensina-nos que o caminho para a serenidade e a auto-cura está dentro de nós. Com os olhos semicerrados, como se estivesse em estado de transe, ele ronrona em direcção a um estado de calma e paz."


quarta-feira, novembro 18, 2020

pietá



Inclina o teu olhar sobre a pietá do teu colo vazio. Que desculpa vais dar, agora, por não florirem rosas?



maria sarmento


 

′′ O melhor que pode acontecer durante as turbulências do espírito é aprender. É a única coisa que nunca se perde. Pode-se envelhecer e tremer, anatomicamente falando; pode-se ficar vigilante nas noites ouvindo os sons  das nossas veias, pode ser que nos falte um único amor e pode-se ter  perdido dinheiro por causa de um monstro; pode-se ver o mundo que nos rodeia, devastado por loucos perigosos, ou saber que a nossa  honra foi pisada nos esgotos dos espíritos mais visuais. Só se pode fazer uma coisa em tais condições: aprender."


M. Yourcenar. Fontes II (Gallimard, 1999)

terça-feira, novembro 17, 2020

vivemos no medo



VIVEMOS NO MEDO...



"Nos dias de hoje, em que as pessoas estão a tentar assustar-se umas às outras e a manipular-se umas às outras, longe da paz, usando o medo, tu podes compreender o que o medo faz às pessoas; o medo pega na visão do um ser humano e fá-la muito muito estreita, para que então, vivendo no medo, as pessoas não vejam nada mais senão uma ínfima (limitada) parcela daquilo que existe.
Torna-se muito importante não nos deixarmos influenciar por esse medo, pois existe algo que é tão incrível dentro de cada um de nós, como o é a coragem de ver para além desse medo, a coragem de ver para além deste tempo, e de finalmente compreender que, como seres humanos, temos a possibilidade de sermos capazes de estar em paz." 

Prem Rawat

APRENDER



O GATO NO ANTIGO EGIPTO 


A Deusa com cabeça de gata, Bastit, era a irmã de Sekhemet da qual ela representava o aspecto doce. Ela bebe leite enquanto que Sekhemet bebe sangue...
(...) Algumas vezes Bastit tem na sua mão a cabeça de Sekhemet, para mostrar que ela pode esconder esse outro lado...
O gato era o animal sagrado em Bubaste,onde Bastit tinha o seu Templo; os gatos eram intocáveis e quando morriam eram embalsemados.
O gato tem um aspecto lunar e um aspecto solar. Ele é dotado de uma extraordinária flexibilidade da coluna vertebral e dum poder energético intenso. 

In HER-BAK “DISCIPLE”
( Isha S. De Lubicz) 

Lilith...




"Oh gata; dizia eu, ou entoava: gata boniiiita! Gata deliciosa! Gata exótica! Gata acetinada! Gata com macieza de mocho, gata com patas de mariposa, gata jóia preciosa, gata milagrosa! Gata, gata, gata, gata."

Dóris Lessing

eu estou sozinha




"Eu sou sozinha no mundo e não acredito em ninguém; todos mentem, às vezes até na hora do amor, eu não acho que um ser fale com o outro, a verdade só me vem quando estou sozinha."


Clarice Lispector


OS ANIMAIS MAIS HUMANOS QUE OS HOMENS

O amor pelos animais cresce na proporção do desamor humano de uns pelos outros. Os homens pautam tudo pela sexualidade sem afectos, restam pois os animais para se amar sem se ficar conotado de uma tara ou aberração sexual qualquer...
Ao sexualizar e ver todo e qualquer gesto entre humanos como uma tara, pela suspeita de abuso, engate ou violação - uma realidade cada vez mais evidente - levou o ser humano a fechar-se e a dedicar o seu afecto a animais libertos dessas conotações… mas ainda assim há gente tarada o suficiente para perverter e bestializar animais.
O ser humano  perdeu toda a doçura e espontaneidade dos afectos... e hoje já ninguém confia num pai ou num padre com medo de taras e abusos de crianças e mulheres. O Homem tornou-se aos poucos na besta e o animal está a tornar-se cada vez mais humano…
rlp

domingo, novembro 08, 2020

DEUS- DEUSA





«O MON COEUR DE MA MERE TU EST LE KA DE MES TRANSFORMATIONS»


As pessoas normalmente falam e dirigem-se para Deus como para uma parte luminosa do seu ser, mas sem o saber, vendo-o exterior e acima de si. Qualquer criatura por mais embutida (ou estupidificada) que seja tem disso uma clara ou vaga percepção. A oração é isso. A evocação do sagrado em nós recorrendo a uma imagem ou arquétipo que é activado pelo transporte-anseio – necessidade individual - de atingir essa parte integrante de si supostamente inatingível. As experiências místicas situam-se mais ou menos nesses estados que nos transcendem e são respostas ao nosso fervor e sinceridade, a um apelo veemente. Daí que todas as fés e credos accionem as mesmas e idênticas experiências místicas. Tudo depende da força da projecção que se faz ou a da ideia que se tem de um deus ou algo que nos transcenda...
Ao longo dos anos eu mudei varias vezes de perspectiva de “Deus”. Sim, mudei o angulo da minha Visão, até que a essa Visão se virou para dentro exclusivamente. O que quer que seja deus/a está dentro de mim...é um registo.
E fiquei conceptualmente diria entre pagã e agnóstica o que não é inconciliável... Mas presentemente a noção ou experiência que mais me faz sentido é sem dúvida a ideia do meu DUPLO, designado por KA, segundo os egípcios. O meu duplo será, pois, o meu verdadeiro ser interior e a minha totalidade, e que eu desde criança pressenti que me acompanhava e que se calhar é o que o vulgo chama de guia ou anjo da guarda...
Isto não é tão simples assim, mas o KA é o nosso Ser interno e eterno o fiel de BA que é a alma e que nos assiste e a quem devemos a continuidade do nosso ser ao longo das encarnações. É alias muito difícil reter esta ideia para quem se identifica exclusivamente com o seu corpo físico e mental sem nenhuma ideia da alma nem ligação da alma ao Espírito, como é para quem tudo é meramente abstracto, as ideias, ou logico no concreto; deus é algo fora do corpo e além, no Céu, como a ideia básica do Deus cristão, por exemplo, mas o Espírito está tanto em nós, alma, como no nosso corpo, (a pirâmide dupla da alma liga a alma ao corpo e a alma ao espirito) só que o nosso intelecto e os cinco sentido por si só não O abrange!
O Espírito tem a Consciência toda de si e nós temos como finalidade evoluir até essa totalidade e só à medida que evoluímos e tomamos consciência do nosso Espírito através da nossa alma, e reunimos as partes integrantes, nós somos mais Deus/a. Para isso é preciso unir os dois lados de cada ser: feminino e masculino, negativo e positivo. Unir todos os opostos. Antes disso, porém, tem a Mulher de ser Ela inteira e dar à Luz um novo Homem.
rosa leonor pedro



Havia no Egipo antigo a Escola de Mistérios do Olho direito e do Olho esquerdo…Uma respectivamente feminina e a outra masculina…mas toda a tradição iniciática foi adulterada pelo catolicismo e o mundo ocidental vive do excesso de racionalismo ou de dogmas intocáveis, retirando smepre à mulher o seu direito à palavra e ao púlpito.
E assim com o passar dos tempos chegámos às nossas “escolas” ocidentais, nomeadamente a psicanálise freudiana e outras que apenas tratam parcialmente as questões da Psique e da Alma, sem nunca abranger a questão dos hemisférios cerebrais e as suas características e desenvolvimento; digamos que dentro desta linha redutora também o digno e conceituado psicólogo Jung, que se distancia e separa de Freud por abranger já uma certa espiritualidade e tradição alquímica…acaba, ironia, na sua psicologia das profundidades, por negar à mulher “a anima” como princípio e torna-a activa no homem e confere o animus à partida à mulher…Embora sabendo que ambos os aspectos, anima no homem e animus na mulher, como opostos complementares se encontrem também em ambos os sexos, considero, e ao contrário de Jung, que cada um dos géneros representa efectivamente o polo do seu correspondente hemisfério, ou seja a mulher anima, cérebro direito e o homem animus, cérebro esquerdo. Sendo contundo esta questão bem mais complexa do que se possa concluir tão grosso modo ao nível das alquimias iternas do SER INTEGRADO, e assim não abordarei aqui, nem me abanlaçarei a tal, as diferentes questões que se levantam e abrangem diferentes manifestações do ser humano em termos de identificação sexual versus “opção sexual”, mas nunca a sexualidade deverá ser o aspecto derterminante para definir o ser em si mantendo o homem e a mulher as características essenciais que o sexo lhes confere à partida, embora havendo casos ou pares diferentes na formação de casais alquímicos.
(...)
in Mulheres e deusas
rlp


NÃO TE DEMORES

 


É O QUE A TUA ALMA SABE...

Lembrem-se: Não podemos adorar a Deus (pai e mãe) e ao Demónio (pai e mãe). Temos de escolher um e só um! Sei que nos ensinaram a aceitar os dois, a viver com os dois, e quanto a isso não estou em desacordo. Digo é que não podemos adorar aos dois. Devemos é escolher um e só um. Tão pouco devemos perdoar os outros, devemos é perdoar-nos a nós mesmos. Cada um de nós deve seguir o seu caminho. Mas lembro que esse caminho é solitário. É o caminho da unidade. Estejamos preparados para o a-Deus entregar, para o até já, para o acolhimento e desprendimento. Lá na frente, esperamos e somos esperados. Há momentos em que tudo parece desmoronar, mas isso é apenas a destruição do velho. É o desmoronar do que não queremos para nós, é o desmoronar do que já não serve para nós, é esvaziar para dar lugar ao novo. O novo, é o que a tua alma suspira. É o que a tua alma sabe. Já não há mais tempo para adiar o inevitavel. Vais encontrar-te com a tua alma. E Ela, crê, Ela é implacável! Por isso, recolhe-te, ora, une-te a Ela. Escuta o seu grito! Ela também não aguenta mais. Por isso, digo-te: escuta-a! Encontra-te com ela, pela tua sobrevvencia, encontra-te com ela. Confessa-te, abraça-te a ela e abre o teu coração para seres invadido por Ela. Ela vai dar-te a força que necessitas para te superares. Sabes, o velhos tempos estão a ir embora... Não te demores. Pela tua saúde, pela tua vida, não te demores! Lembra, que a paz é connosco. Vamos assistir e viver momentos atribulados. Prepara-te, que já não podemos adiar mais. Temos vivido para sobreviver, e agora somos chamados a morrer para sobreviver. O velho vai ter de morrer em ti, para dar lugar à tua ALMA. Ao não lhe dares ouvidos, ao continuares a desprezá-la, não posso dizer outra coisa a não ser que ela vai sufocar-te.
Por isso, somos chamados a fazer as pazes com Ela agora. Força, coragem! Muita, muita coragem! Muitos de nós sabemos disso faz tempo, vivemos isso faz tempo. Foi necessário esse encontro para dar lugar à expressão da nossa alma. Foi necessário largarmos o que nos fazia muito mal. Foi necessário assumirmos o comando da nossa própria vida. Foi necessário passarmos por várias provações. O caminho é feito de provações. É, temos de prestar provas. Escolhe! Tens o poder da escolha. Recolhe-te, afasta-te do que te faz mal. Recupera-te! O tempo está a apertar-te, não sentes?! Não sentes falta de ar? É a tua alma a falar contigo. Coragem! Coragem! Coragem! Chora. Prepara-te para chorares, porque vais ter de chorar para libertá-la! Grita. Grita se for necessário, porque se tiveres de gritar é porque só o grito a libertará! Abraço-te aqui e choro contigo, grito contigo! Outros choraram comigo, outros gritaram comigo.
Juntos libertaremos a alma do mundo, a alma do presente, do passado e do futuro. Juntos lhe daremos corpo! Une-te, faz as pazes, confessa-te, dá-lhe voz, dá-lhe vida! Esse será o seu ultimo chamado.
Juntos? Sempre.

Vieira Tavares Margarida

sábado, outubro 31, 2020

A MULHER DE IDADE


A VELHA...

' ' A rejeição oficial da nossa cultura da figura Crone* estava relacionada com a rejeição de mulheres, especialmente mulheres idosas. As altas sacerdotisas de cabelo cinzento, uma vez respeitadas matriarcas tribais da Europa pré-cristã, foram transformadas pelo recém-dominante patriarcado em Minions do diabo. Ao longo da Idade Média, esta tendência reuniu o impulso, finalmente desenvolvendo um frenesi que legalmente assassinou milhões de mulheres idosas desde o século XIX até o século XIX. ′


-Barbara Walker, The Crone: Mulher de idade, sabedoria e poder
 Crone - a velha sábia

"O diabo é uma criação do homem."




"Porquê atacar as mulheres? Porque foram elas, durante séculos, acusadas de bruxaria, de pactuarem com o diabo entregando-se à cópula com a besta que lhes daria poderes sobre-humanos? Nessa desconfiança do feminino afastou-se na verdade a mulher do espaço político e da possibilidade de se expressar, de exercer poder, de destabilizar a hierarquia masculina vigente."
*


* in "AS PUTAS DO DIABO" de Armelle Le Bras-Chopard


"O diabo é uma criação do homem. Datável a primeira referência ao diabo (no século XII), Robert Muchembled analisa as diferentes representações do diabo ao longo dos séculos. Da necessidade da Igreja em criar um ideia de inferno à obsessão pelo combate às bruxas e feiticeiras, passando pela ligação ao corpo e pelo emergir do conceito de demónio interior no século XIX, «Uma História do Diabo» afirma-se, essencialmente, como uma história das ideias."

TEMOS DE PERCEBER


O MISTÉRIO DO DIVINO FEMININO

“Temos que perceber que quando negamos o mistério divino do feminino, negamos também algo fundamental para a vida. Separamos a vida de seu núcleo sagrado, da matriz que nutre toda a criação. Nós nos separamos da fonte que sozinha pode curar, nutrir e transformar. A mesma fonte sagrada que deu origem a cada um de nós é necessária para dar sentido à nossa vida, para alimentá-la do real e para nos revelar o mistério, o propósito de estar vivo. Porque a Humanidade tem uma função central em toda a criação, o que negamos a nós mesmos, negamos a toda a vida. Ao negar ao feminino seu sagrado poder e propósito, empobrecemos a vida nos níveis pessoal e global de maneiras que não entendemos. Sim, vemos agora os efeitos externos na Terra, mas é muito mais difícil reconhecer os efeitos internos, que têm sido devastadores."

Llewellyn Vaughan-Lee


quinta-feira, outubro 29, 2020

UM POEMA

 


UMA PÉROLA APENAS BASTAVA

(Escrito em 2017)

Hoje, como em tantos dias, levantei-me com esta vontade de escrever... e apetecia-me escrever para alguém...ah, alguém que me compreendesse e eu compreendesse e me fosse próximo, ou mesmo que fosse alguém anónimo como tão bem à partida estes meios  nos permitem, ter essa doce ilusão de encontros e sincronias, descobrir almas afim... 

Sim apetecia-me dizer tudo o que sinto sem meias verdades nem mais mentiras, abrir-me e mesmo sem saber quem me lê como antigamente fazia no Blog. Que ingénua eu era... Levei tempo a perceber que esse sitio não existe, nem essa pessoa, ao deparar-me com o que sempre me deparo quando leio o que a maioria das pessoas escreve nestes meios virtuais: tanta fantasia, ilusão e  mentira, tanta megalomania e o narcisismo... tanta promoção pessoal, tantas fotos e selfies... E vi que é isso o que as pessoas gostam. 

Gostam de mentiras e belos trechos de prosa de amor e religiosidade cheios de moralidade e de esperança num amor que nunca existiu ou num mundo melhor que nunca conhecemos nem para o qual nunca nada contribuímos....

Sim, desisti por hoje de escrever o que sentia e o que penso e de uma vez por todas sinto que não é aqui  - jamais será - que irei encontrar pessoas com discernimento e realismo e verdade porque todas as pessoas buscam por estes meios entretenimento e mentiras...

Ah o "pensamento positivo" que abomino...

Mas o belo, dizem-me os feios e os torpes, o bom, dizem-me os mais maldosos e o melhor para o mundo? Ah e a Paz dizem os mais intranquilos… e agressivos!

É verdade, precisamos tanto de paz e amor e já agora acreditar na alma gémea …pois era, seria belo, sim. E que bela seria a vida se tivéssemos essa alma que nos inspirasse ou esse deus que nos protegesse ou anjos da guarda que nos adormecesse nas noites de dor e medo e que não deixariam que o mal, a doença  a guerra e a morte acontecessem na Terra...

ah eramos tão felizes…felizes para sempre! 

Felizmente  não me deu a mim deus uma crença assim; sou amarga e ceptica e diria como Pessoa, muito longe de ter a sua genialidade, que apenas sou lucida...Oh merda! 

Nenhuma história ou amor de pacote me convence nem o mais literário e poético... nem nenhum ser humano já me toca ou emociona...e tenho pena, sim que pena,  que fazer, nasci assim. Vou morrer assim: só e descrente.

rlp

DEIXO UM POEMA 

Monólogo na Noite

Sou a Consciência em Ódio ao inconsciente.
Sou um símbolo encarnado em dor e ódio
Pedaço d’alma de possível Deus
Arremessado para o mundo
Com a saudade pávida da pátria
A cujo horror tremo ao pensar voltar
Mas sem nada da (...) e da ilusão
Para viver neste desterro. Amor,
Paz, amizade, tudo quanto ajuda
A viver a mentira do universo
Falha-me e eu (...)
Ó sistema mentido do universo
Estrelas-nadas, sóis irreais
Oh com que ódio carnal e estonteante
Meu ser de desterrado vos odeia.
Eu sou o inferno. Sou o Cristo negro
Pregado na cruz ígnea de mim mesmo
Sou o saber que ignora;
Sou a insânia da dor e do pensar
Sobre o livro de horror do mundo.
Por que fui eu, amaldiçoado horror
Que me fizeste ser e que eu nem posso
Pensar para te amaldiçoar, ou crer
Em ti, tão cheio do consciente e mensurante
Que o ódio me não cegue para ver
Que não sei que tu és para saber
Se sequer poderei pensar odiar-te.

Fernando Pessoa
Fausto - Tragédia Subjectiva. Fernando Pessoa. (Texto estabelecido por Teresa Sobral Cunha. Prefácio de Eduardo Lourenço.) Lisboa: Presença, 1988. - 112.



sexta-feira, outubro 23, 2020

UMA VOLTA PELA PRISÃO



"Sinto todo o terror negro destes tempos." Caetano

Estou em estado de choque: a AR aprovou o açaime para todos ao AR livre...Cambada de mentecaptos e carneiros - quer dizer que não vamos poder respirar mais OXIGENIO LIVREMENTE nem ver o rosto das pessoas? Andaremos todos como bandidos? Pessoalmente não voltarei a andar na rua, nem irei a lugar algum, nem fazer seja o que for, com a única excepção de ir comprar comida.
Não faz mais sentido sair onde quer que seja sem poder RESPIRAR, falar, compactuando com esta ignóbil mascarada.



Sim, sinto-me aterrorizada e profundamente chocada com a alienação de certas pessoas (amigas) que obedecem cegamente as leis e nem veem sequer como a liberdade individual está completamente posta em causa pelo terror que tem de ficar doentes e morrer. Não veem nem sonham como a Ditadura Mundial está a crescer e como na verdade as pessoas estão já todas acorrentadas aos telemóveis, aos carros e são escravas do dinheiro, e agem como animais amestrados e agora amordaçados, marcadas e tolhidas pelo medo e por isso incapazes de pensar ou dizer não.
Hoje não há qualquer diferença entre as pessoas de Esquerda ou de Direita - tal como todos os Partidos estão coniventes - manietados que estão todos os politicos e intelectuais e jornalistas pela ideologia do "Politicamente correcto" ... e o medo de perderem os poleiros. Todos estão além do mais presos dos seus interesses económicos e profissionais, sejam médicos, enfermeiros, advogados, juristas ou até psicólogos... e escritores?
Onde estão os escritores?
A Máquina Infernal continua imparável na sua manobra de controlo absoluto das populações e as pessoas não querem ver o que se adivinha - que serão metidos em casa ou em "campos de concentração" (proibidas de viajar entre localidades ou Regiões e Países), ou julgados pela Inquisição dos novos pides e padrecos coveiros coniventes com as Mafias Mundiais e prontos a assinar por baixo o fim da liberdade e da fraternidade, o fim desta humanidade...e tudo isto em nome da nossa saúde...
Em nome da saúde e do Virus ... tomarão a vacina assassina e perderão a alma, convertendo-se em animais híbridos ligados a inteligência artificial e ao 5 G. É tudo isto que está em curso na nossa cara e a massas estão cegas...
rlp


 'Os conselhos de um velho demônio para um mais jovem' 
Livro escrito em 1941 -  C. S. Lewis -



O Jovem para o diabo.

Como você conseguiu enviar tantas almas para o inferno?
O Diabo:
- Pelo medo!
O jovem:
Bom trabalho! E do que eles tinham medo? Guerras? Com fome?
O Diabo:
Não... Uma doença!
O jovem:
Eles não adoeceram? Eles não morreram? Não havia cura?
O Diabo:
-..... adoeceu. Eles morreram. Havia uma cura...
O jovem:
- Eu não entendo...

O Diabo:
Eles acidentalmente acreditaram que a única coisa que deviam manter a qualquer preço é a VIDA!!!
Eles pararam de se beijar... Eles pararam de se cumprimentar!!! Eles deixaram todos os contactos humanos.... Eles deixaram tudo o que era humano! Eles ficaram sem dinheiro. Eles perderam o emprego. Mas eles escolheram temer pelas suas vidas, mesmo sem pão para comer. Eles acreditaram no que ouviam, liam os jornais e acreditavam cegamente que estavam lendo. Eles desistiram da liberdade. Eles nunca mais saíram de casa. Eles não foram a lugar nenhum. Nunca mais visitei amigos e família. O mundo inteiro se transformou numa prisão imensa com condenados voluntários.
Eles aceitaram tudo!!! Tudo para sobreviver a outro dia infeliz....
Eles não viveram, eles morreram todos os dias!
Foi fácil tirar suas almas miseráveis...


C. S. Lewis - 'Os conselhos de um velho demônio para um mais jovem' - Livro escrito em 1941!!!!


quarta-feira, outubro 21, 2020

O CAMINHO DA MULHER

 TEXTO REVISITADO - E CORRIGICO, ESCRITO inicialmente EM 2012


SER DIRECTA E "ESPIRITUALMENTE" INCORRETA...?

Muitas vezes quando me debruço sobre o que penso ser o embuste e os simulacros do que vejo e se anuncia por ai sobre actividades alegadamente do "sagrado feminino" e cujo objectivo notorio  é meramente comercial e egoico, fico na duvida se devo ou não dizer o que realmente penso e porque penso.  Podem perguntar-me com que direito eu penso ou digo certas coisas, mas perante tanta confusão acerca da deusa e do dito "sagrado feminino" agora extensivo ao masculino sagrado... fico realmente apreensiva por ver a banalidade disto tudo e como se está a vulgarizar algo tão importante. De repente é como se a Deusa fosse agora uma coisa qualquer à mão de qualquer um/a...tão fácil como apanhar uma flor e a por na jarra lá em casa a enfeitar a mesa...ou a estante... e já está.

Não, para mim não há Deusa algures...ou há e sempre houve e Ela é a mesma que está em todo lado onde a vida está e vibra no coração de quem é fiel a essa Presença. Porque Ela é Eternamente ELA. Uma ESSENCIA, uma voz ecoando dentro de nós...

Ela foi e É desde o Principio dos tempos, ela é Lilith, ela foi e é Inana e Isis...ela é e foi Astarte, ela é e foi Sophia, ela é e foi Maria, ela é e foi cada uma de nós, cada mulher...que encarna o Princípio Feminino e é fiel a si mesma e a sua origem divina, e não tem que se formar nem ser discipula de ninguém, nem fazer cursos para SER MULHER E DEUSA. E eu tenho o direito em dizer o que sinto e penso porque o faço desde há mais de 20 anos... e tenho trabalho feito e provas dadas  de integridade. Nunca vendi nada,  nem dos meus livros recebo quase nada... nunca me moveu o dinheiro, o desejo de fama ou o ego... Nunca me afirmei mestra nem guia de ninguém. Sou escritora e uso apenas a PALAVRA E O DISCERNIMENTO. 

E vejo que o problema da mulher actual, sobretudo das mulheres mais jovens, é que estão deformada pela mentalidade egoica e masculina, pois pensam que são livres e podem fazer tudo o que lhes dá na gana. Elas aplicam as mesmas técnicas de vendas que os promotores de publicidade para venderem os seus modelos inescrupulosamente ... Elas  pensam  que são livres e femininas e que tudo vale... e não vêm que foram dividida em duas espécies de mulheres...e estão presas no velho Paradigma ainda, Elas não sabem há muito o que é na verdade a sua essência porque  perderam a sua identidade...Elas  esqueceram tudo e o porque perderam  a sua  ligação à natureza, à Terra, à Mãe e a Filha para serem só filhas do Pai, Atenas saídas da cabeça de Zeus - que engoliu a sua mãe Métis para lhe tirar o poder - o grande Zangão que domina as deusas do Olimpo e cujo arquétipo (o professor, o doutor, o facilitador, o amnte,  o mestre)  ainda domina a mente das mulheres de hoje na sua luta por afirmação umas contra as outras. Elas são as filhas do pai; essa foi a mulher que herdamos, a cultura que herdamos, o culto do deus pai e sermos  filhas sem mãe... E há muito trabalho para fazer no sentido de destruir toda essa estrutura psiquica masculina de aversão à mulher que a própria mulher alberga dentro de si e da sua psique e não é agora num ápice, por apenas nos projectarmos numa imagem ou numa ideia vaga religiosa ou pagã da Deusa, que ela se torna realidade para nós porque a Deusa é cada mulher que se torne inteira e que caminha dentro si, no seu coração, não na sua cabeça... Toda a mulher é à partida uma deusa umas "nossa senhora", a nossa mãe primeira, e...cabe a cada uma de nós voltar a integrar o Princípio Feminino, ser fiel ao principio que nos orienta e consubstancia e te-la como  Matriz, só assim é possivel fazer a fusão das duas mulheres separadas pelas religiões entre a santa e a pecadora e unir o corpo a alma e o espírito. A mulher precisa de ser una e  integrar e unir as duas mulheres e não continuar a fazer o jogo dos homens, sujeita ao seu dominio, sejam psicologos, padres, filósofos, escritores, guias e xamãs etc - os que lhes ensinaram a ler as suas cartilhas e na catequeses lhe impuseram o silêncio forçado e o dogma e os credos...

 O Caminho da Deusa para mim é o Caminho da Mulher dentro de si, é a voz do Útero, é o caminho da união das duas mulheres dentro de cada mulher, é o caminho de uma Consciência Maior, o caminho do Coração que bate e é inteligente e... não há outro Caminho...Porque esse é o imaculado coração de Maria e de Ísis... é o coração de Maat a Deusa da Justiça que anseia por Verdade... 

Digo e penso que de nada nos serve andar a discutir ideias velhas e novas nem belos textos sagrados ou profanos, nem a discutir  as faces da deusa...  De nada serve isso se cada mulher não andar pelo seu próprio pé...se a mulher não se  encontrar consigo mesma, e esquecer os caminhos do passado, o caminho dos homens e mestres - e tudo o que aprendeu ao inverso e contra ela para poder encher o copo, o vaso, o Graal da sua memória, do seu sangue vivificante, a sua voz interna e uterina ...  

Basta de ideias e confusões e discussões estéreis...

Vamos parar com estas divergências e discussões de quem é quem e mais que quem, quem são as eleitas ou as preferidas e as preteridas ou as verdadeiras e as falsas... 

Só há uma caminho para a Deusa e a Para a Mulher; O caminho da alma e não do intelecto nem da razão...O caminho do SENTIR, do SER, da SÍNTESE...O Caminho irreversível do Amor...e é o Amor que tudo ama que tudo cura e sem ele...tudo é vão e estéril...

O caminho da Deusa, como sempre digo, ele é doce e implacável...e por isso impecável...ele não permite mistificações nem simulações...nem fraudes...

Ele exige o total DOM de si...

rlp