"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quarta-feira, maio 28, 2014

TENHO NOÇÃO da realidade que me cerca ...

 
O SOPRO DO ANJO...

Relendo grandes autores...penso sempre...se ao menos tivesse a inspiração do poeta...ou o dom do escritor de génio...Mas não. Tudo o que escrevo não passa de panfletos rudimentares sem consequência, e embora às vezes me ...exceda e tenha rasgos estonteantes e pareça tocar um cume qualquer, depressa verifico o meu engano...e presumo que esse voo não passe do sopro de algum anjo que se compadece da minha pretensão literária e de grandeza humana..
Ah! falta-me esse golpe de asa...falta-me raiva e vontade de me vingar desta raça humana que às vezes amo tanto e outras desprezo...
Sim, subir mais alto como a pomba branca...em vez de cair no charco dos enganos, nesta miséria franciscana, presa à mediocridade dos dias e à sobrevivência terrena...ao conflito eterno na vida na terra e à dualidade humana, à sua incongruência, à  manipulação social e psicológica dos seres ou da desumanidade crescente de um mundo em decadência, cada dia mais brutal...
Sim, ás vezes soçobro, mas resta-me continuar a lutar pelo que acredito...mesmo que nem sempre consiga acreditar e me falte também a fé...e a força que preciso para isso. Aceitar o que tenho e humildemente...prosseguir na senda que se me abre...e a esperança que me resta, a MULHER.
 Rosa Leonor Pedro
  

2 comentários:

Vanda disse...

Lindo!
Não me canso de falar de si,a outras mulheres.

"Hoje libertei o seu nome para para o universo.
Falei do bem que faz, das palavras que evoca, para nos acordar.
Uma delas ficou entusiasmada e pediu" Onde posso a encontrar?
Indiquei o caminho.
Bate na porta onde diz:
"Mulheres e deusas", vais encontrar uma rosa branca,que te vai ensinar a ser mulher.
Confia, porque esta mulher é uma anciã; entrega-lhe o teu corpo, para ela te devolver o espírito de mulher."

Rosa ficam estas palavras para si, um grande beijinho da sua amiga.
Vanda

Rosa Leonor disse...

Querida Vanda, muito obrigada!
A minha gratidão é imensa - não quero perde-la de vista...
um abraço grande!

rleonor