quarta-feira, março 07, 2018

ONTEM COMO HOJE...



"O INVISÍVEL HOLOCAUSTO DAS MULHERES"...E A MÁFIA MÉDICA!



Na época vitoriana, "W. Tyler Smith, por exemplo, recomendava injeções de água gelada no reto, a introdução de cubos de gelo na vagina e a aplicação de sanguessugas nos grandes e pequenos lábios e no colo do útero” e pormenorizava: “A rapidez com que as sanguessugas aplicadas nestas áreas se enchem de sangue, aumenta significativamente os efeitos benéficos desta prática e, durante horas, podemos observar como, mesmo depois de removidas as sanguessugas, o sangue ainda escorre das marcas das mordidelas”.

Hoje temos a ciência médica a controlar o desejo e os ciclos da mulher com químicos, desde a pilula para não engravidar e todos os contraceptivos, à nova forma de interromper a menstruação...o que é que mudou? Um dia perceberemos que de forma tão bárbara como na época vitoriana...as mulheres foram igualmente controladas e manipulas e sofreram as consequências desta ignorância milenar sobre a Mulher autentica e livre das sociedades matriciais.

Hoje como ontem e com o propósito de curar e a pretexto da doença - cancros dos seios e dos ovários e do útero - é um bom pretexto para "desventrar" as mulheres e em nome da prevenção da saúde se tiram os ovários e o útero e os seios às mulheres - agora e depois do ataque ao Útero através de vacinas de prevenção "contra o cancro", depois da pílula, que durante décadas adoeceu e afectou os ciclos das mulheres e lhes trouxe uma série de doenças ditas de "foro feminino" - veio esta investida nas jovens, para as anular no seu potencial de fêmeas, a fim de suprimir a doença mas também a MENSTRUAÇÃO NAS MULHERES; com tudo isto as mulheres estão de forma mais moderna e em nome da sua liberdade de acção e higiene...- sim agora os motivos são outros aparentemente - o que os cientistas, médicos, e ginecologistas estão de facto a querer, e sempre em nome da saúde e da ciência, eles estão de facto ao serviço das Máfias farmacêuticas que lhes pagam a publicidade e a venda dos seus produtos - no fundo e de forma encoberta o que se pretende é de novo e sempre desapossar a mulher da sua natureza ontológica e do seu poder inato, da sua sabedoria, da sua sensualidade ....

“A regulação dos ciclos menstruais das mulheres parece, frequentemente, ser um esforço da psiquiatria Vitoriana para adiar ou extirpar a sexualidade feminina.
O médico Dr Edward Tilt advogava que a menstruação era tão perniciosa para o cérebro feminino que não devia ser estimulado, antes adiada tanto quanto possível e aconselhava as mães a prevenir a menarca assegurando-se de que as filhas adolescentes permaneciam nos quartos de infância, tomavam banhos frios evitavam camas com colchões de penas, liam romances, eliminavam a carne da dieta alimentar e vestiam ceroulas.” in The Female Malady

Temos de estar alerta contra esta manipulação da mulher pela ciência que quer acabar com a menstruação...Este é um ataque sem precedentes à natureza sagrada da Mulher e do Sangue...

Porque a “A menstruação é um momento de poder para a mulher"


Por outro lado AS FEMINISTAS em nome da liberdade e com a sua obsessão da "igualdade" e dos direitos (e salários) iguais estão completamente cegas para a violência continuada sobre as mulheres em todos os sectores da vida social e politica e económica. As feministas que estão nos partidos estão totalmente presas dos Partidos e vendidas aos lideres sendo coniventes com uma mentira colectiva, encenada e que é a ideia de igualdade e emancipação das mulheres que não existe senão para escassas mulheres de classes privilegiadas e nem essas são respeitadas. Elas acompanham movimentos e ideologias com a de género que visa de fora sistemática e global anular a Mulher como ser original assim como o homem.
Os médicos não respeitam a Mulher nem a Mãe, os juízes não respeitam as mulheres vitimas e os políticos não respeitam as mulheres a não ser aquelas que os servem e CALAM.
Assim como os médicos em geral também os psicanalistas no inicio o fizeram - ver como a psiquiatria era uma forma de controle do corpo e da “alma” das mulheres. Deixo aqui um parágrafo que nos dá conta de como isso se podia fazer:
É preciso não esquecer que a medicina é de base uma a Escola da desumanização ...e de guerra ao sangue, lembrem-se das sanguessugas...diria que é uma forma e ajudar a salvar vidas quando na verdade ela não faz mais do "monstrualizar" seres humanos, quer pela substituição de órgãos vitais e a sua comercialização que gera crimes sem precedentes, como decepando e cortando o corpo da mulher - anular o poder e a natureza selvagem da mulher por todos os meios...
Esta é uma forma velada da matriz de controlo em manter a mulher na sua inconsciência de si...é destrui-la na sua essência e destitui-la no seu corpo desse poder inato porque a mulher, quando em sintonia com os seus ciclos e o seu sangue, não só é poderosa como é a vidente primordial...Ela pode ser um perigo enorme para o hegemonia masculina e domínio exclusivo do Homem...isto faz-se há séculos e de muitas maneiras; e foi o que fez a Inquisição da Igreja católica que matou mais mulheres do que judeus foram dizimados no Holocausto por Hitler.

Hoje é a dita medicina de prevenção e os seus macabros cientistas que fazem da mulher cobaia e a visam de forma sistemática destruir na sua essência e natureza.
Da mesma maneiras as mulheres são sujeitas a humilhação e a exposição abusiva dos médicos e estudantes quando se encontra grávidas e são palpadas, como se fossem animais expostas ao toque ...e o parto é feito de maneira igualmente antinatural o que não só aumenta o sofrimento da mulher e lhe dificulta o parto mas serve para facilitar a vida aos médicos sendo colocada de barriga para cima...

As mães e as avós, as irmãs e as amigas deviam estar contra os químicos com que querem envenenar as mulheres e deviam ser elas a despertar essas jovens e não as deixar nas mãos das médicas formadas na escolas de medicina que são escolas de total desumanização do SER HUMANO! Mas são essas mulheres avós e mães que são na sua ignorância as mais fiéis dos médicos ...

Esta confiança cega nos médicos deve ser contestada...mas as pessoas são induzidas a acreditar que eles têm poder de vida e morte sobre o ser humano e toda a industria medica vive da manipulação pura dos nossos medos, tal como as religiões fazem!
A verdade é que Eles/as NÃO SABEM NADA da vida verdadeira e muito menos da MULHER!!!

RLP

Sem comentários: