segunda-feira, dezembro 09, 2013

O FEMINICIO EM MUITAS FRENTES

"Uma homenagem a mulher que não é considerada mulher por um mero conceito científico"???
 
Entramos no campo da maior especulação, em nome de uma aberração patriarcal, que foi destruir as mulheres na sua essência e a partir dessa negação da verdadeira mulher  criou seres aberrantes que agora dão lugar à exigência de transexuais,  homens que se querem fazer passar por mulheres fictícias, através de operações e silicone e dizem que é por um mero "conceito científico" que não são aceites como mulheres?
Não, as MULHERES NASCEM MULHERES! Não se TRANSFORMAM em MULHERES por desejo vontade e capricho de homossexuais - não, não  sou homofóbica, mas a cada coisa o seu lugar!  - e que na verdade seguem os modelos da Pin-up (é uma modelo cujas imagens sensuais produzidas em grande escala exercem um forte atrativo na cultura pop.) ou da  vampe, da actriz ou da mulher fatal...para isso se fazem operar, injectam de hormonas e se vestem e se vendem ...como as prostitutas ou as modelos e viverem um permanente espectáculo!
Não há nada que enganar. As mulheres que os transexuais querem "ser" NÃO SÃO MULHERES, mas o fruto de uma cultura patriarcal no seu apogeu e que transformou as próprias mulheres em seres fictícios, sem identidade própria e agora são os homens a querer ser iguais a elas?
 
Por tudo isso é muito Muito grave o que se está a passar!
 
É preciso, de uma vez por todas, defendermos uma Mulher essencial, a Verdadeira mulher em extinção, porque um novo e brutal ataque está a ser feito a Mulher no mundo.
 
PORQUE O  FEMINICIO É TAMBÉM MORAL E PSICOLÓGICO...  
- A IGNORÂNCIA DO QUE É SER MULHER DERIVA DA ALIENAÇÃO PROFUNDA  DA ESSÊNCIA DO FEMININO SAGRADO E PERTENCE À ORDEM DO CAOS DO SISTEMA PATRIARCAL! 

ESTE TEXTO QUE SE SEGUE É UMA  PERFEITA ABERRAÇÃO DO PENSAMENTO MODERNO PATRIARCAL...É UMA CEGUEIRA COLECTIVA...OU O ASSSASSINATO DO QUE RESTA DA MULHER VERDADEIRA!
COMPARAR O TRANSSEXUAL Á MULHER É CRIMINOSO DO PONTO DE VISTA ONTOLÓGICO...sejamos homo, hétero ou bissexuais, hermafroditas, andróginos e lésbicas MAS NUNCA MULHERES em corpos mutilados de homens...sejam transsexuais ou que quiserem mas não se intitulem Mulheres...

 



A DEFESA DE UMA CULTURA DE GUETO...
"A performance "TRANS" aborda a marginalização da sexualidade nos dias atuais. Consequência da ditadura sexual, a acomodação do homem deu espaço aos rótulos, definidos simplesmente por termos científicos ou estéticos. Esqueceu-se do conceito básico e iluminista da liberdade, de ser o que se pretende ser. Segundo pesquisa, 90% das mulheres transexuais morrem até os 35 anos de idade, vítimas de uma negligencia da sociedade frente aos seus direitos, gerada por falta de apoio governamental e psicológico. A performance "TRANS" homenageia todas as mulheres transexuais que foram assassinadas sem nenhuma referência na mídia, sem nenhuma notoriedade necessária para que esses crimes fossem banidos. Uma homenagem à mulher que não é considerada mulher por um mero conceito científico. Marginalizadas até o ato final do suicídio ou o mero assassinato." - Com vocês, Jhoe Nicoletti.
***

NOTE-SE....a morte de transexuais não é de maneira nenhuma comparável à morte e violação abuso e violência continuada sobre e contra as mulheres em todo o mundo...é isso que eu chamo de ABERRAÇÃO, fazer esta colagem à Mulher - é mau matar quem quer que seja...mas vir defender os transexuais que por razões óbvias se expõem às maiores violências como a sua castração e todo o tipo de violência sobre si mesmos em operações sem conta, implantação de seios e silicone etc. castigando o  seu próprio corpo para o alterar em nome de um sentimento/identificação com a prostituta (não com a MULHER!) e andado exclusivamente em meios de violência e de marginalidade por escolha, VENHAM AGORA COMPARAR A VIOLÊNCIA SOBRE CASOS ISOLADOS quando AS MULHERES CONTINUAM A SER AS MAIORES VÍTIMAS DE SEMPRE EM TODO O GLOBO. Não é isto uma aberração cultural grave, um desvio da verdadeira dimensão das coisas? Eu acho que esta inversão "cultural" é uma coisa bem mais aberrante do que a morte de pessoas (sempre de lamentar) que se violentam continuamente e cometem crimes contra si mesmos. SE nós classificamos de anormal e de violência extrema sobre a mulher a excisão do clitóris das mulheres no Oriente e em África,  o que vamos chamar à castração do pénis no homem por vontade própria??? Só porque se quer fantasiar de puta, de uma mulher que não existe e é fabricada por esta sociedade e por homens? Vamos lá pensar como deve ser!

rlp

2 comentários:

Anónimo disse...

Rosa
Não vejo a possibilidade do feminino ter várias frentes. Há um so, uma maneira de ser, um estado de espírito, uma forma de de proceder, de sentir. Está nas profundezas da alma e não na forma física. Há mulheres masculinas e homens femininos.
As tentativas de adaptar o corpo, so afastam a ânima da matéria. Creio que o feminino em todas suas formas, inclusive presente em nossa volta, na natureza, deve ser apreciado, incentivado na sua forma mais pura. Nada tem a ver com o corpo.O feminino em todas suas variantes possibilitará um mundo bonito e justo. Assim creio. BJ. Agenor RIO.

Rosa Leonor disse...

Agenor, concordo plenamente consigo...eu disse feminicídio - que quer dizer morte de mulheres...- e essa mutilação do corpo e a querer afirmar que o transsexual é uma mulher é uma forma de alienar a mulher e matar o feminino inclusive no homem...
Nõa podia estar mais de acordo com a sua premissa e se me permite eu vou pulicar o seu comentário..."As tentativas de adaptar o corpo, so afastam a ânima da matéria. Creio que o feminino em todas suas formas, inclusive presente em nossa volta, na natureza, deve ser apreciado, incentivado na sua forma mais pura. Nada tem a ver com o corpo" acho isto lindo!!Obrigada!