"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, julho 25, 2015

AS MULHERES DE BOA VONTADE...


ONTEM, MAIS UM HOMEM MATOU A MULHER (SÓ MAIS UMA) E DISPAROU SOBRE O FILHO DE 6 ANOS...

 A ARMA DO CRIME: O CASAMENTO ...

Quando os homens e as mulheres se recusam a ver a realidade e vivem apenas das aparências...

Por mais que se pense que não é verdade a violência contra as mulheres no mundo inteiro, falseando os dados com a aparente normalidade da vida e se eleja o "politicamente correcto", que é não chamar os bois pelos nomes ...o que significa branquear as situações, ou seja,  querer ignorar a realidade no que concerne a vida das mulheres para lá dessas aparências e da normalidade de uma percentagem mínima ...o que nós vemos - QUANDO QUEREMOS VER - é a alienação dos homens destas questões de fundo e a completa confusão das mulheres presas aos mesmos padrões antigos, sim, tal como antigamente, antes da "emancipação da mulher", embora inconscientemente presas  na mesmas regras de vida, preconceitos, noções, valores, conceitos,  ideais - tal como na linguagem que falam em nome do Homem e pelo homem   sem perceber como isso as  leva pela própria ordem de ideias consagradas pelo Pater e pela Família (ah os nomes de família) e pelo padres da igreja ...ao que é a  negação de si mesmas, não só na própria língua que falam e as ignora como ENTE como em essência pela falta de consciência de quem são e da sua própria natureza; e é pela falta dessa consciência de quem são efectivamente como seres individuais, com identidade própria, com vida própria, que acabam...de facto, prisioneiras dos homens e da boa vontade: elas são as mulheres de boa vontade...e não só se casam e "dormem com o inimigo" (nome de um filme...) como se  confiam  de bom grado no inimigo ao virar da esquina, num bar, numa discoteca ou num encontro do facebook...
É certo que existe uma patine de modernidade e de "libertação" sexual e que com isso a mulher só teve a perder embora creia que é livre e que já pode curtir a vida...triste mentira...ela continua a ser a vitima sem dar por isso tal como a ser usada...ela ainda vive com o sonho do "príncipe encantado" - mas encontra quase sempre o monstro que a espanca...ou mata!
 
Todos os dias são mortas mulheres pelos maridos e amantes em todo o mundo, maltratadas pelos namorados...e não é só em Portugal, Espanha e França ou Itália...mas no Brasil ou na Argentina ou na China e na India etc. Não querer ver isto é SER CEGO!

Isto é trágico, por si, porque 90 % das mulheres em todo o mundo está ainda prisioneira e dependente do padrão masculino de vida, sem qualquer consciência da sua natureza ontológica, sujeita  à  tradição machista e predatória do Homem, à lei do mais forte, através da sua cultura (cinema telenovelas, revistas pornográficas que só aviltam a mulher e os Mídea em geral, publicidade em geral) e da sua História e Ficção cientifica (a própria ciência química que é ficção e dinheiro)... e não consegue sair do pântano mental e religioso que a nega em si mesma e em que está atolada...sem ver até que ponto a mulher  é sacrificada, pelo filho, pelo pai e pelo homem e  que serve de "bode expiatório"  nas guerras ou onde quer que seja...
Ela nem dá por isso - ela nem dá por ela...Ela MULHER não existe...ela apenas vai atrás do Homem como uma escrava ou uma presa, uma vitima ou uma serva - pelo sexo, pelo dinheiro ou  pela fé num deus Homem que só fala de homens e as condena ao pecado e à prostituição ou então a serem barrigas de aluguer ou donas de casa, sejam elas executivas de 1ª, acompanhantes de luxo, empregadas ou criadas de empresas, sejam qual for os nome!
Porque será que os homens não querem ver isto e acham que eu estou com raiva deles...
Tenham lá a santa paciência - a Lei da Maria da Penha como todas as leis, as mais avançadas na defesa da mulher, como é o caso de Portugal, não servem de nada...porque os homens continuam a violar a matar e a explorar as mulheres em todo o mundo.
A Holanda tem um PIB valioso pela oficialização tirando todo o partido da prostituição enquanto Estado - um Pais "civilizado"que é um Bordel com montras para a rua...e o Vaticano tem ou detém a maior cota dos bordeis da Europa...Por favor, cavalheiros, não me venham com tretas nem desculpas esfarrapadas, nem me falem de leis só no papel...nem me falem em nome das mulheres, vocês cegos que calam e fingem que nada acontece...e que todos somos iguais e libres...
Estou farte de dizer e não volto a repetir: estou contra o Sistema patriarcal mas nada tenho contra o homem em particular nem pessoalmente... e sei que há homens justos e bons, do lado da Mulher, tenho amigos, grandes homens...sim, mas são raros, e quando chega a hora da verdade quase todos falham, portanto, por favor, seja você um homem justo e olhe com olhos de ver em vez de branquear...e justificar os outros...porque eu sei que há também mulheres muito más e terríveis e que se vingam dos homens etc. mas não é nessas histórias que eu estou interessada, mas apenas e unicamente a DESMONTAR UMA FANTASIA que é mentira da "igualdade".

 rosaleonorpedro


QUE LÍNGUA FALAM AS MULHERES?

"A questão central em muita da recente escrita de mulheres (...) é encontrar e usar uma linguagem feminina apropriada. A linguagem é o lugar por onde se deverá começar: uma tomada de consciência deverá ser seguida de uma tomada da palavra ... Nesta perspectiva, a própria forma do modo de discurso dominante revela a marca do domínio da ideologia masculina. Assim, quando uma mulher escreve ou fala, é forçada a falar como que numa língua estrangeira, uma língua com a qual ela se pode não sentir pessoalmente à vontade."
Burke,
in "Report from Paris"

1 comentário:

Noctur Spectrus disse...

Um exagero ou outro, mas você fala bem sobre sua perspectiva. Discordo da parte que você cita o homem como inimigo. Se duas pessoas decidiram se casar, como podem ser inimigos?

Alma Morta