domingo, setembro 25, 2011

A CORAGEM DE VIVER...



Ah, como tudo é incerto. E no entanto dentro da Ordem. Não sei sequer o que vou te escrever na frase seguinte.
A última verdade a gente nunca diz. Quem sabe da verdade que venha então. E fale.
Ouviremos contritos.


A coragem de viver: deixo oculto o que precisa ser oculto e precisa irradiar-se em segredo.


Calo-me.


in "ÁGUA VIVA" - CLARISSE LISPECTOR

Sem comentários: