sexta-feira, abril 06, 2012

EASTRE, a deusa da Fertilidade e da Primavera.

 A VERDADEIRA HISTÓRIA DA PÁSCOA...


DEUSA EASTRE
O aspecto da Mãe Divina que habita a Páscoa
Como quase todas as datas festivas no calendário cristão, a Páscoa que passou a ser uma celebração santa no século II, assenta num festival pagão através do qual os antigos Saxões festejavam EASTRE, a deusa da Fertilidade e da Primavera.
Os missionários cristãos encontraram as celebrações pagãs das tribos do norte e, lentamente e de forma tácita foram justapondo às mesmas as cristãs, neste caso a Ressurreição de Cri...
sto.
Inicialmente, a Páscoa celebrava-se em diferentes dias da semana, incluindo sexta, sábado e domingo. A partir do ano de 325, o Concílio de Niceia, sob o Imperador Constantino, decretou que a Páscoa passaria a ser celebrada no primeiro Domingo depois da primeira lua cheia ou depois do equinócio.

Seja como fôr e independentemente das crenças de cada um, este é um período energéticamente poderoso, por todas as celebrações que lhe estão associadas. Que todos consigamos, a nosso modo, sentir e viver esse poder! - Mariana Inverno


A RAINHA DOS CÉUS

Uma coisa interessante que  Hislop refere é que tudo aponta para que o  nome de Páscoa / Eostre e  todos os outros estão  relacionados com a deusa babilónica Ishtar, a deusa grega Astarte, e a Astarote, deusa fenícia - realmente sendo ou correspondendo a uma só Deusa e a mesma divindade feminina antiga e cujos ritos são todos  associados  à sexualidade e à  fertilidade.

O que significa em si o termo Páscoa? Não é um nome cristão. Ele tem origem em Caldeia desde há muitos séculos.  Páscoa é nada mais do que Astarte, um dos nome de  Beltis, a rainha dos céus, cujo nome, tal  como foi encontrado por Layard em monumentos assírios, corresponde a Istar ....

.Essa é a história da Páscoa. As festas populares no período da sua celebração e que se mantêm são ainda as mesmas e vem confirmar o testemunho da história quanto ao seu carácter e origem babilónico. Os pãezinhos quentes que se comem na Sexta-Feira Santa, e os ovos tingidos de Páscoa do Domingo de Páscoa, figuravam nos ritos caldeus exactamente como eles se fazem agora….

IN GOOGLE

Sem comentários: