quinta-feira, agosto 09, 2012

Vale apena ler...


A mulher está se achando, e o homem, pensando que é homem...


 Vamos olhar para o Sol como a expressão máxima da energia masculina dentro do nosso sistema. Em torno dele gravitam, cada qual em sua órbita, os planetas, incluindo a Terra. Todos dependem do Sol para sua existência, não é correto? Todos dependem da fertilização do Grande Macho a fim de fazer brotar de suas entranhas, suas formas de vida.

Analisando desta forma seria correto dizer que o Sol é o Masculino e os demais planetas incorporam o papel feminino, cada qual com seu ventre, sua constituição e suas formas de vida.
Na terra, somos então todos femininos, corpos de machos biológicos e fêmeas biológicas, não superam a Verdade Maior de que todos somos fecundados pelo Grande Pai Sol.
Nãããooo!!! De Jeito nenhum! Grita o macho biológico que se auto proclamou O Grande Masculino. O homem daqui sou eu, quem manda aqui sou eu!
Em todas as culturas antigas e atuais o Sol sempre ocupa o lugar de Astro Rei, Grande Pai, Deus do Sistema Solar. Deus.
A terra, sempre foi adorada como deusa, A grande Mãe, O sagrado Feminino. E nós, filhos da terra, organizados em corpos ativos para fecundar óvulos de corpos passivos, pênis para penetração e fecundação de óvulos e vaginas, extrapolamos nosso entendimento sobre masculino e feminino.

 Hoje na terra aqueles que ocupam corpos fecundadores se auto proclamam homens e atribuem aos corpos a serem fecundados o papel de mulheres. Só que estes tais “machos” são machos no sentido absolutamente terrestre. Usam da força para oprimir os mais fracos, fazem da mulher alvo de conquistas para saciar desejos e exercer o poder dominante dos mais fortes, os homens em relação as mulheres, os homens fortes fisicamente ou ricos materialmente se utilizam desta força para tiranizar, explorar, e escravizar os mais pobres materialmente e os mais fracos fisicamente. É a Lei do Mais forte que ignora o sentimento “Do Sagrado Feminino” que está representado em sua força máxima, na natureza, no ar, na água, na terra, no fogo, na fauna e na flora. A mãe terra generosa, provedora e protetora, vê sobre sua superfície, este bando de seres que se intitulam “Os vencedores”, os que tem maior poder, que também Em Verdade, são aqueles que agridem, matam, destroem, fabricam bombas, utilizam-se do ‘Sagrado Feminino” A Terra, da forma mais torpe que se pode imaginar, e por não estarem possuídos deste “Feminino Sagrado”, não conhece o feminino que protege, que ama, delicado, respeitoso, naturalista, respirador de ar puro, eterna reverência a sua Mãe Terra que tanto lhe dá. Não! Ele é o Homem! Mais isto é o “Sagrado Masculino”? Não! No nosso caso, masculino e feminino nada tem de sagrado, somos apenas machos e fêmeas.

 O Sol é o Sagrado Masculino! E pelo que nos mostra todos os dias quando nasce e cruza nosso céu até seu poente, é Puro Brilho. Brilho Natural, Brilho do Sol, Brilho da Lua e Brilho Das Estrelas. Harmonia perfeita entre o céu e a terra, o Sol Ama A Terra, o homem não! Ele destrói a terra, ele estrupa a mãe para dela fazer seu poder pessoal crescer e dominar. Ele ignora a tristeza que remete a terra quando ela que a ele tudo dá é golpeada nas suas entranhas, é serrada e comercializada, é poluída, e disputada através de guerras entre os que são todos os filhos, matam e morrem pelas próprias mãos dos seus irmãos. Esta Terra Sagrada não encontra no seu masculino (homens) e nem no seu feminino (mulheres), nada próximo ao Brilho do Sol nem o Brilho da Terra.

O Brilho do Dinheiro, o brilho do Prazer, o brilho da Cocaina, O brilho do carro novo, o brilho das chuteiras dos jogadores estrelas do futebol, o brilho das estrela do cinema, são conquistados as custas de se retirar todo Brilho do Planeta. O Verdadeiro Brilho. o Brilho do Sagrado Masculino (Sol) que devemos alcança-lo, todos, homens e mulheres, é o ser divino. Não é brilho 95 de pureza e sim 100% Puro, Divino, correto, Deus.
Mas para chegar a isto, temos primeiro que passar pelo “Sagrado Feminino”, todos nós, os Filhos da Terra (Sagrado Feminino) no estagio feminino de ser (não importa os corpos serem homens ou mulheres) seremos carinhosos, conservadores e protetores, para sempre, de tudo que provém “Da Grande Mãe”, nossa Mãe. Nosso Feminino.
Só depois estaríamos preparados para como as Noivas de Deus, prometidas ao Avatar, galgando degrau por degrau a escadaria do altar, abençoados no feminino pela “Sagrada Mãe”, com a Natureza harmonizada em nossas veias, subimos ao altar para o “Casamento Alquímico” totalmente realizados no Nosso Sagrado Feminino, onde nosso histórico passa a narrar nossos atos de Amor, Cuidado e Respeito pela Terra.

Lá nos espera Deus. O Sol, O Sagrado Masculino. O momento que a Terra se entrega ao Sol e nele se transforma, o momento que a alma se entrega a Deus e por Ele passa a ser guiada.
Ai ela deixa de ser alma e passa a viver na eternidade como Espírito. A alma transcendendo seu corpo físico e reintegrando-se ao paraíso na sua condição primordial, quando se torna (não importa se macho ou fêmea terrestre) um Deus.
Após cumprir os compromisso verdadeiros com o Sagrado Feminino, ai sim, pode-se retornar ao paraíso tridimensional onde não é nem o 1 (o homem) nem o 2 (A mulher) e sim, o 3, o triângulo, 120º de Harmonia, a união entre elementos do céu e da terra. o fim da escravidão que ora culpa Adão, ora culpa Eva, que na verdade não leva a lugar nenhum que não a criação de uma oposição e separatividade, a desunião dos opostos.
Dessa forma estamos todos ferrados porque o que está guiando a vontade que primordialmente deveria ser a Vontade Divina, na verdade é a Lei do Mais forte, que nunca foi Sagrado Feminino, e muito menos chegou perto de nada que se pudesse parecer com “O Sagrado Masculino”.
Quer dizer então que todos na terra (homens e mulheres) não alcançaram ainda nem o feminino, nem o masculino, apenas são constituídos de corpos físicos de machos e fêmeas, e a eles reage seguindo o instinto da carne.
O Projeto Humanidade que significar alcançar a grandeza dos dois pólos: “O Masculino e o Feminino Sagrado”, nada tem de sagrado, mas muito mais de safado, de sacana, de bacana, daquele que suga na mama, e não cresce, pesa no colo. O Animal Homem que não tem ainda Humanidade. Humana-Idade.


 Somos a alma feminina, somos os filhos da terra, no corpo masculino ou feminino somos todos femininos, somos noivas do Avatar. Com ele nos casaremos no altar. Somos a alma, o feminino do Espírito. Na terra não existe o masculino. Este nós iremos alcançar quando vier a redenção. Na terra vivemos alimentados pelo ventre, nossos destinos são gerados pelo feminino, olhar a Lua cheia nos eleva o espírito saudoso do Masculino Divino, O Sol. A Ele não se pode dirigir o olhar quando está no seu ponto maior, o Sol de Meio dia, mas o feminino nos socorre, e nos traz a Lua cheia que reflete o mesmo tamanho. Quando reduzimos nosso entendimento ao nível material tudo se torna inconsciente. Entre quedas e fracassos prosseguimos tentando entender o que é necessário para a verdadeira transição do feminino para o masculino. O masculino sagrado protetor do universo.
Jesus era um ser “Masculino” porque era Deus no corpo de um homem. Na sua época era com certeza, o unico Masculino encarnado no planeta. Veio a terra e não encontrou o “Sagrado Feminino” entre os seres que aqui estavam.

O Homem grita que é homem, mas ainda nem compreende a mulher. Não cuida da arvore, ao contrário, derruba ela. Não agradece sua Mãe pela generosa abundancia de recursos para viver, Caim mata Abel para ficar com tudo só para ele, e a Mãe sangra, a mulher é a de Lot, olha para trás e acaba virando estatua de sal, enquanto Sodoma e Gomorra queimam nas chamas do inferno.
No sexo, o homem se distanciou do feminino, ficou machão, maior que Deus, inventou a bomba, e a mulher se submeteu se humilhou e se calou, seu feminino se corrompeu. A mulher finge que goza, e tudo anda sem graça e sem verdades soberanas.

Na questão do homem com a mulher, no plano da personalidade, temos o estudo do animus da mulher e da animas do homem. O conflito interno de cada um acerca do seu masculino e do seu feminino. Este estudo, que é muito importante para esclarecer mais sobre as formas com as quais você se relaciona, aparece no mapa astral nas posições de lua e venus no mapa dos homens e sol e marte nos mapas das mulheres.
Pau Brasil, flor mulher, da terra nada se leva, o corpo fica. Anjo não tem sexo, quer dizer, se você se eleva. Começa virando anjo para depois chegar até Deus, por que senão da terra você não sai, fica aqui até entender que ninguém é mais do que ninguém, um grande ritual sutil para quem é sutil, fútil para quem é fútil, inútil para quem é inútil. Tudo encerra um entendimento, de acordo para cada um com o seu momento, mas aprender de verdade são poucas as velas que navegam com este vento

Feminino penetrado, masculino que penetra, quando o corpo virar pó nada disso é real. Cuida bem do teu desejo e descubra a disciplina. Pense e sinta com seu coração antes de desejar.
Ama Teu Pai e Ama tua Mãe, ama ao próximo como ama a ti mesmo. Não matarás, não roubarás, não desejarás, aquilo que não é seu.
Tudo aqui vem da Mãe. E o que é dela é de todos. O Mistério existe no Grande Além que Vem de Dentro
Então é para todos os que se pensam Humanidade se precaverem, para quando descobrirem que nunca foram nem Verdadeiros Homens, nem Verdadeiras Mulheres, apenas animais predadores vivendo na guerra dos sexos.

E a Terra que se @exploda!
exploda@
flôda

André Leôncio, astrólogo e editor do Jornal Pôr do Sol.
 (texto enviado por uma amiga)

Sem comentários: