"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, janeiro 04, 2010

SER-SE APENAS HUMANO...


Do grego:

Património = patri - dativo, singular de pai, ou 'ao pai'. monos - somente. Assim, "somente para o pai".
Matrimónio matri - dativo, singular de mãe, ou à mãe, o que gera "somente para a mãe". Do que se conclui que o homem possui as coisas e que a mulher o lar. Em outras palavras, o gineceu, o que é apenas mais um património. É a história. O matrimónio é o que oficializa a função social da mulher de pertencer à casa e, por extensão, ao homem. Há belas excepções, mas a maioria segue o paradigma citado.
Josephat

Ter filhos não é uma necessidade humana, mas para os ter tem de se ser fêmea…só a fêmea pode ter um filho biológico tal como só o macho a pode fecundar, no caso da espécie em questão, a nossa…Nunca nenhum homem pariu nem nunca nenhuma mulher fecundou outra mulher…
Agora, no caso de transexuais femininas, cujo útero está activo, - aquele caso do "homem" grávido que era mulher antes - a mãe vir a ser o pai pela mera aparência ou vice-versa (caso fosse o pai transexual) não é constituir uma família “normal”. A norma é a norma e por muito que seja limitador para os que saem da norma, a norma prevalece a mesma para a sociedade em geral. E mesmo considerando o caso de um indivíduo homossexual, para viver a sua diferença ele só tem de viver de acordo com a sua natureza e não querer que seja igual á natureza dos outros…isto é válido para os heterossexuais…mas como eles são a norma não pensam na diferença, mas no senso comum.
Não é porque se é retrógrado, nem se é conservador ou católico, por pensar na natureza das coisas, na natureza mãe, ponto final! Nos princípios que movem toda a existência na Terra, na manifestação da vida baseada nas polaridades que regem e equilibram o universo…

O Tão, o Yin e o Yang

Toda esta polémica à volta do casamento dos homossexuais e da mudança de sexos não é nada natural. Aliás nem o casamento clássico, heterossexual é um acto natural…ele foi desviado da simples união, espontânea, de dois seres que se completavam, que cumpriam um acto sagrado e simbólico o dos opostos integrados e que depois foi reformulado pela sociedade, reinventado como instituição dentro do sistema patriarcal sendo essa a forma de controlar as mulheres e a procriação por interesses económicos do Pater e do Estado e ainda da Igreja, a manipuladora mor(al) das famílias.

Eu tenho e sempre tive uma grande rejeição do casamento e escolhi não casar, por opção. Tive muitas razões para o não fazer e se eu quisesse hoje viver com uma mulher continuaria a detestar a ideia de casar e a negar essa imagem burguesa e burlesca do casamento, essa festa que assinala um mero contrato social em que uma das partes ficava sujeita a outra, neste caso a mulher ao homem. Um contracto que visava a construção de uma família e cujo inicial pressuposto foi defender a propriedade privada e o património do homem, desde as terras, os filhos e as mulheres, para assim manter a linhagem patrilinear.

Claro que a Igreja fez desse contracto uma pantomina, com a virgindade, o véu e a grinalda, e dominou durante séculos, impondo os limites da sexualidade em nome de uma moral – lançando uma anátema à mulher celibatária e à mulher amante - e as pessoas que à partida não queriam constituir família, que se revoltaram com as instituições, ao fazerem outras opções, e que não podem gerar filhos no caso dos homossexuais (e o ser ou não homossexual devia ser uma coisa natural), mudaram AGORA de ideias e pensam que casar é que é um direito e se calhar um dever cívico…porque afinal também querem “constituir” uma "família" à maneira deles…Para mim, francamente isto já não é natural, como o ter mãe por pai e pai por mãe…ou dois pais ou duas mães… isso é que não se entende e não peçam às crianças para o entender…
Sim, não é preciso ser retrógrada para perceber que a confusão e a desordem social e psicológica é muito grande. Não percebo como é que são os ditos marxistas e os supostos revolucionários a defender o casamento entre homossexuais.
O problema nem é de ordem sexual…Não, é de ordem mental e das ideias, da cultura empacotada…da confusão geral em que se vive, só na superfície e à volta dos instintos e do materialismo!!!

Estes aspectos e outros, como a Eutanásia, que a nossa democracia debate e chama reaccionários e retrógrados a quem pensa naturalmente a ordem natural das coisas – e da qual estamos muito afastados - é o sinal dos tempos apocalípticos em que vivemos e a cada vez maior falta de valores reais e de verdade política, em todos os sentidos ou a falta dos verdadeiros princípios…
Sim, essa falta de princípios ou o desequilíbrio dos Princípios feminino e masculino, geram ou geraram a maior confusão na mente humana!

Se os Pólos Opostos da Natureza Humana, os Princípios feminino Yin e o Princípio masculino Yang estivessem equilibrados, se a mulher fosse a Mulher e o homem fosse o Homem apenas e independentemente das suas preferências sexuais
- e é caso para se dizer que o c… não tem nada a ver com as calças…- se a Natureza dos seres fosse a natural, a sua, aquela com que se nasce e não viesse primeiro uma moral ou religião, depois uma filosofia ou uma ciência a definir o que é normal, os seres humanos seriam só SERES HUMANOS e tal como os animais - os únicos seres ao cimo do Planeta que ainda preservam a sua identidade quando não os assassinamos - viveriam naturalmente as suas uniões de facto ou de acaso, com mulheres ou homens, a três ou em grupo, sem que nenhuma aberração, operação, castração ou mutilação fosse precisa.

O ser humano ao querer sair da teia que o Sistema e a sociedade teceram à sua volta e o aprisiona, ao querer libertar-se do que o oprime, tantas vezes cai irremediavelmente nas suas próprias armadilhas…e esta do casamento homossexual é uma delas.
Olá se é…com isca e tudo…

Se me acharem reaccionária e retrógrada eu digo-vos que sou apenas naturalista e super-realista. Ou se quiserem a única revolucionária de verdade…porque o Homem ao querer mudar aquilo que a natureza criou perfeito, ainda que aparentemente com defeito, por ideias e conceitos, preconceitos, medo e ignorância não só se destroem a si mesmos como ao Planeta.
Toda esta confusão sexual, na afirmação de uma sexualidade sem profundidade e sem metafísica, gera destruição do ser natural e diversificado (cada um nasce o que nasce) e da vida em geral.
E aí temos o caos à porta…só não vê quem é cego…e é caso para se dizer que somos todos cegos…eu também, senão não andava aqui a bater nos outros ceguinhos...

rosaleonorpedro

-O texto - publicado inicialmente quando se fez grande alarde de haver um "homem" grávido, que foi modificado e agora republicado,
o que pode parecer fora de contexto...)

3 comentários:

Anónimo disse...

Será que todos os seres humanos adoram participar de farsas ou não tem inteligencia suficiente para ver o que está diante de seus olhos...Parecem mariposas diante de um vidro tão claro que seus olhos não vêem...E aos trancos e barrancos atraidos pela luminosidade adentram na lampada ate que morrem queimados e cgos por sua luz...

Até quando?

Gaia Lil

Anónimo disse...

Eu amo a sua Lucidez, a sua Consciência, a sua Sabedoria. A VERDADE é algo que nunca foi fácil de ser ouvida!!! A VERDADE, não é para todos e nem todos conseguem vê-la; mas há Verdades que são muito claras!! Nunca vimos, a exemplo, uma bananeira se transformar em pessegueiro! A Natureza, não a criou para ser uma outra coisa. O homem, sempre quis adulterar tudo, melhor dizer, ele sempre quis se apoderar de tudo. Ser o Senhor e o Criador de toda a Arte. Portanto, não deviríamos de admirar que não quisesse também isto!! Apenas buscam igualdade numa SOCIEDADE DOENTE, e perante isto, acham que todos os seus problemas ficam resolvidos. Querem apenas, livrar-se do peso do ''armário'' carregado por séculos. Um dia, haverá de chegar, em que os Heterossexuais serão uma aberração humana, e claro, também a Condição Humana Feminina. Creio que ela irá desaparecer, afinal, a Era Solar aí está!!! Homossexual Masculino, não é ter uma Costela Feminina pronunciada, mas sim uma Costela Dupla de Adão e a desejar fortemente a unir-se para que a Era Solar seja a mais forte desde sempre!!! Emblemático isto é, digo eu, claro! Mas creio que a Homossexualidade tão à superfície que existe hoje em dia, de nada tem haver com a que antecedeu. Há algo errado. Sei e sinto que há algo profundamente errado nesta Sociedade, algo dantesco e que nos tolheu a todos. Somos completamente prostitutos e prostitutas dos Sistema. Até o mais poderoso é prostituto de si mesmo e do poder que tem. Até o Chulo o é. Vivemos numa Terra de impossibilidades e auto-dirigidos por uma força inconsciente, pois nem aquele que é o mais evoluído se consegue levantar acima e fazer a mudança. Se uma Igreja conseguiu dominar multidões, colocando dentro de nós um inquisidor /juiz/mentor pior que ela mesma, não vejo a dita Salvação tão cedo!!! O Seres Humanos que deviam ser apenas humanos, não se contentam com isso e como tal, tem imensa dificuldade em aceitar como são!!!
Caso aconteça, essa Nova Lei, esta será apenas mais uma, no seguimento de mais opressão sob a vestimenta de uma pseuda libertação e fraternidades futuras; é a promessa de um futuro que não existirá, assim como eu acredito em Dinossauros, em Peixes, em Sementes, em Água… nada mudará, apenas o papel. Tal como nunca mudou quando o Heterossexual decidiu criar o casamento, aliás ele criou mais gaiolas do que outra coisa qualquer chamada Liberdade. Os Homossexuais, apenas fotocopiam o modelo e no final, casarão e nas suas cabeças se julgarão muito felizes e tão mais felizes que o Heterossexual. O Conto de Fadas tem destas e no fim a Grande Foda surge. O DINHEIRO é o que move tudo, o Amor, esse coitado é apenas uma Bruma que de vez enquando tem sorte de existir.


Mariazinha

Anónimo disse...

Tanto alarido pra casar...
uma longa espera...
tcsss tcsss...
mais depressa se divorciam...

agora uma coisa q Portugal deveria exportar é o divorcio simplex, no balcão e sem burocracia...

Isso sim me parece uma grande inovação...

Nana