"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quinta-feira, novembro 17, 2011

A MARIA EUGÉNIA...DO PRAZER VISUAL...

maria eugenia deixou um novo comentário na sua mensagem "AS DIFERENÇAS "CULTURAIS" E A EXPLORAÇÃO DA IMAGEM...":

"Simplesmente ridícula essa matéria, nos mulheres não temos culpa se você nunca foi um objeto de prazer visual e nos não andamos de salto para agradar os estilistas gays andamos simplesmente por gostar minha QUERIDA..."

- Oi Maria Eugénia querida...eu sei que há muitas mulheres como você  e que bom para si que gostam de ser objectos de prazer ou trabalhar para o visual, o que seja...mas de certeza que a querida se enganou na página...Quando a abriu devia estar a pensar que mulheres e deusas era um blog de moda de sapatos ou pornográfico, não? Porque esta "materia ridícula" não era para o tamanho do seu pézinho nem do seu cérebro...nem para mulheres que gostam de ser "objectos visuais de prazer", nem instrumentos de prazer: era para mulheres a sério que não se revêm a si mesmas só como objectos de prazer visual...e são muitas as mulheres, por dentro e por fora, que não usam  saltos nem gostam de ser objectos de prazer...mas dessas você não sabe nada. De qualquer modo os saltos a si subiram-lhe a cabeça, porque eu sei que há Mulheres que usam saltos enquanto novas sem ser para ser "objectos de prazer visual"... mas porque é usual e enfim...elegante...e essas têm inteligência também e para elas estou certa, não faz mal nenhum pensar nas consequências...

 E ASSIM VOCÊ COMETE UM ERRO CRASSO AO DIZER,  

"NÓS MULHERES"?

PORQUE você só está a falar de SI e de umas tantas mulherzinhas iguais a você, que vivem só para a imagem e não das Mulheres em geral, mas apenas de mulheres que gostam de ser objectos sexuais e visuais, certo?
Não, eu nunca fui objecto visual e menos ainda de prazer...a mim da-me prazer coisas mais requintadas que você nem sonha! Ou antes, quando era nova e ignorante se calhar também fui... e fui enquanto não percebi a estupidez e a futilidade de ser um mero objecto visual...e ser manipulada de todas as maneiras para ser só um corpo... uma imagem... e depois  fazer cirurgias estéticas para ficar sempre igual...

Sabe? Eu gosto mais de ser gostada e admirada por ter cabeça tronco e membros e sentimentos...e saber do que falo e não por ter uns centímetros a mais de "altura"....e afectar a minha coluna ou os meus pés para o resto da vida, como as chinezinhas que andavam com os pés apertados por ser estético - eram chamados os "pés de lotus" - e agradar aos senhores da época...Sabe? Era a moda, e muitas até gostavam, como você, de serem objectos de prazer visual!
rlp

NO MUNDO:

As mulheres, vazias delas próprias...com os seus sonhos de amor e de beleza, as suas doenças, dores e complexos, enriquecem os impérios da cosmética, da estética, das farmaceuticas, médicos, estilistas, cantores pimba, e artistas de cinema.
As mulheres no mundo, só com a sua frutração e expectativas guradas de "felicidade" (o mito de ser feliz e dar prazer...) alimentam um universo inutil e consumista, de vampiros, que vive exclusivamente a custa do seu sangue, do seu corpo, do seu sonho, enquanto milhares de crianças morrem a fome...
rlp

3 comentários:

Ísis Kumara disse...

Nem assim as mulheres aprendem a reverenciar o seu corpo...
Reverenciar o corpo é muito mais do que usar saltos altos, encher os seios de silicone, ou encher lábios de botox... do que queimar o cabelo de tanto passar o ferro.
Reverenciar o corpo é amá-lo e respeitá-lo. Porque ele é o sagrado veículo que permite á nossa alma andar por cá. Respeitá-lo é viver com hábitos saudaveis... fazer exercício, boa alimentação e agradecer á Deusa, toda a perfeição com que nascemos.
O que se vêem nas imagens (no heel vermelho chique-e-bem, e no pé oriental deformado) é no fundo uma violência extrema á saúde do nosso corpo.
Violência extrema... e eu pergunto, porque é que as mulheres não alcançam ainda esta verdade?

Nana Odara disse...

Dá-lhe Rosa...
kkkkkkkkkkkkkkkkkk
eu gostei das suas palavras ferinas como salto agulha...
e deve ser pq eu estou com a minha Medusa atacadíssima por aqui...
Beijos do tamanho do Brasil pra vc...

guiomar disse...

Muitas vezes a falta de respeito com as mulheres vem das próprias mulheres, quando fazem comparações entre umas e outras. Seja pelo jeito de vestir, pelo jeito dos calçados, a maneira de ser, e de andar, de se comportarem. Mesmo assim nós mulheres não temos o direito de julgar nossas companheiras. Nem todas vivem como objeto sexual, e mesmo se viver não temos esse direito, pois sendo assim estamos provando que comportamos iguais aos homens, e não podemos fazer isso, pois somos carne da mesma carne, e sangue do mesmo sangue.