sexta-feira, outubro 11, 2013

A IMPORTÂNCIA DAS TRADIÇÕES


O LADO FEMININO DO SER...
 
 
A CIÊNCIA E O SABER...

"A ciência hipertrofia o intelecto árido e frio, solar e masculino, em detrimento da intuição e da emoção, valores luares do feminino. O cientista tudo submete ao critério da consciência de vigília e quer dominar som...ente pelo racional. Por isso, ele ignora, as vezes abafa, as dimensões profundas do ser, ou seja espirituais.
A ciência ameaça a Vida, porque se separou da Tradição ou das Tradições, se preferirem. Enquanto "a" civilização moderna dissocia, fraciona, a Tradição, pelo contrário, associa, unifica e sintetiza. Em nossos dias a religião, a ciência, a arte, se tornaram entidades autónomas, distintas, sem vínculos entre si, cada uma das quais se desmembra em sub-entidades: a ciência se ramifica em diversas disciplinas, especialidades; a arte virou belas-artes etc.
O mais insidioso, o mais perigoso é que, sem piscar os olhos, concedemos a todos, indiscriminadamente, o direito de saber, sem levar em conta o seu nível moral.
Nas grandes tradições, o saber tinha de ser merecido, não em função do quociente intelectual ou da fortuna dos pais, mas conforme o nível espiritual do iniciado: o grau de Saber deve corresponder a um grau de Sabedoria, pois todo o saber mal utilizado é perigoso."
 
(Para quem duvida do uso da ciência por ignorantes do espírito...pense em Hiroshima e Nagasaki)
 
in Tantra o culto da femininlidade de André Van LysebethVer mais

Sem comentários: