segunda-feira, outubro 28, 2013

A MANIPULAÇÃO DA MULHER,



A MANIPULAÇÃO MENTAL,
FÍSICA E QUÍMICA...DA MULHER


...desde a  Vénus de Hotentote até agora...


As mulheres foram manipuladas física e psicologicamente durante centenas de anos pelos patriarcas das Igrejas e dos Estados e mais recentemente essa manipulação atingiu foros de manipulação "genética" quase, na intervenção de uma "ciência" e descoberta "preventiva" contra as doenças "típicas" da mulher; mas na verdade o que elas são é meios de obstrução e controlo da mulher, impeditivas da grande transformação natural e biológica que a mulher vive na adolescência e  na Menopausa e assim, anulada no seu potencial de grande mediadora das forças cósmica e telúricas, portadora de uma sabedoria inata e transformadora da sociedade, a mulher é assim controlada quimicamente através de medicamentos. Convém manter as mulheres caladas e anuladas e para isso o MEDO da doença e da morte deve ser instigado, para além da submissão não aos padres, mas aos médicos...

Essa "ciência" maquiavélica e os ditos medicamentos "preventivos", considerados e publicitados para o bem estar da mulher, para a "libertação" dos males da natureza...foram quase todos meios de anular ou impedir o natural despertar e a evolução da Consciência da Mulher em si ou da integração das duas mulheres cindidas em duas, a mulher instintiva e intuitiva e a mulher racional, impedindo o seu discernimento através de químicos e operando-a retirando-lhe o Útero ou os ovários - sede de poder da mulher - assim como à mais leve suspeita "cancerigena" lhe cortam os seios, tornando-a uma espécie de marioneta da ciência e ainda pior do que isso induzindo-a a mutilar o seu corpo por vontade própria para corresponder a padrões de beleza estética falsa, negando ainda a beleza natural da idade.

Toda esta Manipulação da Mulher psíquica, física e química, é possível através da difusão de medos instigados pelos Media, baseados numa Cultura de Morte em vez de uma Cultura de Vida, negando os ciclos da natureza do ser mulher e da vida da Terra e do Planeta.









"Nesse contexto, um caso pode ser considerado paradigmático: a 'Vênus Hotentote'. Argumentamos que a negociação política do status ontológico de Sara Baartman, durante os séculos XIX e XX, representa precisamente tal esforço para estabelecer as fronteiras de civilidade mediante a circulação e a exclusão de corpos incivilizados."
O monstruoso: visibilidade e trânsito
A epígrafe que abre este ensaio sintetiza alguns motivos pelos quais elegemos o corpo monstruoso como imagem que sintetiza algumas de nossas preocupações teóricas. Primeiro,o conteúdo misógino do Malleus Maleficaram, manual da Inquisição que levou à perseguição e à morte mais de 100 mil mulheres em quatro séculos, é aqui apresentando nos termos de uma relação entre ver e ser visto; entre controlar e ser controlado pelo olhar; entre a possibilidade do domínio de homens ou de monstros; entre tornar alguém objeto ou tornar-se objeto deste alguém. Ver, nesse contexto, significa a possibilidade de controlar. Ser visto significa a iminência de ser destruído - pois tornar-se objeto e ser destruído aqui significam a mesma coisa.


(...) Jonatas Ferreira; Cynthia HamlinI


A verdade é que a mulher foi sempre a mais directa vítima da ciência, cobaia das mais insanas e abjectas experiências, por parte de médicos e cientistas, sem pejo de atentar contra a sua integridade física ou moral. Tanto a pírula como os medicamentos em geral para "prevenir" os "distúrbios" da idade, são atentados à saúde psíquica e sobretudo à saúde anímica da mulher e impeditivos de uma evolução natural interior que se reflectiria em mudanças de atitude social do ser mulher. A mulher livre e sábia, a mulher independente foi na Idade Média perseguida e queimada como bruxa...Hoje na "idade moderna"...o mundo patriarcal, age com o mesmo intuito, e através dos químicos e da ciência faz a mesma coisa: mata o potencial da mulher, invalidando e obstruindo o despertar natural da sua  consciência na menopausa para que a mulher não use a sua Voz de Justiça e Verdade, para que a mulher não se tornasse naturalmente a Voz da sabedoria...

O poder das Mulheres é interior e nada melhor para o destruir do que impedir essa evolução natural através do Medo da Morte e da perda de Beleza e consequentemente também da perda do "amor" do homem, se ela não corresponder aos padrões de beleza e de juventude que ele lhe impõe...quando afinal é exactamente o contrário que acontece: a beleza da mulher atinge a sua maturidade com a idade....
Os médicos são em grande parte uma espécie de Magos Negros ao serviço de uma Indústria Farmacêutica que tem o Monopólio da Manipulação humana e não a sua cura ou salvação das verdadeiras doenças. Não sabemos ainda para onde avança essa ciência macabra mas ela é de certeza contra a Vida e a Ordem Natural das coisas...como o é já a manipulação genética, o transplante de órgãos e a sua consequente e criminosa venda e roubo de órgãos humanos por dinheiro...

Através de toda essa "Ciência" e dos químicos em geral até à implantação de Chips nos seres humanos, não saberemos  onde chegarão...a Humanidade é manipulada ao mais alto nível enquanto que os Media e os Estados fazem o seu trabalho de "sapa" (de casa) - de acordo com os seus governantes - criando medos através de ameaças generalizadas de Pandemias e Pestes como na Idade Média...Gastam-se milhões de euros para prevenir Pandemias e Pestes que simulam que nos ameaçam e as pessoas vão comprar como carneiros e tomar as pírulas inventadas e quem sabe...mais uma forma de manipulação química da Vontade e da Consciência do ser humano em evolução à escala do Planeta...

Os animais racionais dirão que isto é "Ficção científica" pura...
Coisas de mulher louca e histérica na Menopausa...
R.L.P.

Sem comentários: