quarta-feira, outubro 23, 2013

RANHA E SANTA


“Levo rosas senhor…”

...E, abrindo as mãos, perante o olhar atónito do rei, não se viram moedas, mas sim rosas encarnadas e frescas...

(uma variação do milagre...)


RAINHA SANTA ISABEL

..."Isabel faleceu a 4 de Julho de 1336, deixando em testamento largos legados a hospitais e conventos. O povo criou à sua volta uma lenda de santidade, atribuindo-lhe diversos milagres e a santa foi canonizada em 1625. Foram atribuídos muitos milagres, como a cura da sua dama de companhia e de diversos leprosos. Diz-se também que fez com que uma pobre criança cega começasse a ver e que curou numa só noite os graves ferimentos de um criado. No entanto o mais conhecido é o milagre das rosas. Reza a lenda que, durante o cerco de Lisboa, D. Isabel estava a distribuir moedas de prata e pão para socorrer os necessitados da zona de Alvalade, quando o marido apareceu. O rei perguntou-lhe: “O que levais aí, Senhora?” Ao que ela, com receio de desgostar a D. Dinis, e, como que inspirada pelo céu respondeu: “Levo rosas senhor…” E, abrindo o manto, perante o olhar atónito do rei, não se viram moedas, mas sim rosas encarnadas e frescas..."

Sem comentários: