quarta-feira, junho 10, 2009

A LUCIDEZ IMPEDIOSA...

A NOSSA UTÓPICA HUMANIDADE

"Só nos agitamos e produzimos para esmagar seres ou o SER, rivais ou o Rival. Seja a que nível for, os espíritos fazem-se guerra, comprazem-se e rojam-se no desafio: os próprios santos se invejam ou se excluem, como de resto os deuses, segundo mostram essas rixas perpétuas, flagelo de todos os Olimpos."
(...)

" O lisonjeador é o que há de pior no mundo. Podem estar certos de que, na primeira ocasião, vos dará um golpe, que se vingará de se ter inclinado perante vós. E como se inclina perante toda a gente… Os lisonjeadores são traidores, sem excepção. Desprezei-os sempre, mas não desconfiei suficientemente deles. Para nossa infelicidade, suportamos melhor alguém que nos elogia do que quem nos diz sobre nós coisas verdadeiras, portanto desagradáveis. Assim, somos nós mesmos quem favorece, quem encoraja, os nossos piores inimigos.
(…)
O lisonjeador não é um futuro caluniador; ele é um caluniador disfarçado; enquanto vos canta louvores, prepara os seus golpes."

in HISTÓRIA E UTOPIA
Emile Cioran

3 comentários:

MOLOI LORASAI disse...

NEANDERTHAL É UM GRANDE LISONJEADOR, UMA PRAGA DA HUMANIDADE!

Rosa Leonor disse...

MOLOI não é um lisonjeador...quando muito quer ser um demolidor...
Podia ser um grande bruxo e empatar as fadas como eu, mas está sempre contra tudo e todos...mas tem uma coisa que o impede de ser uma praga ...

rleonor

Anónimo disse...

O q há de errado com as fadas?