segunda-feira, outubro 24, 2011

DAS PEQUENAS PERCEPÇÕES

Cinemagraphs Gifs de Jamie Beck

Consideremos um rosto e, nesse rosto, um sorriso. O sorriso pretende ser amigável, mas, apesar disso, apercebemo-nos de um não sei quê que nos revela exatamente ao contrário: esconde uma profunda antipatia, hostilidade até. Mas só um olhar atento capta este afastamento entre aquilo que o sorriso pretende exprimir e aquilo que realmente exprime. Este afastamento é apercebido graças às pequenas perceções: é um sorriso imperceptivalmente hipócrita.

José. N. Gil, Les Enjeux du Sensible. Revista Chiméres, nº 39

Os nossos encontros são feitos destas pequenas perceções e das outras que nos fazem sentir verdadeiramente acompanhados.
São detalhes mínimos da comunicação que pertencem ao reino do indizível e do íntimo. Falar deles a alguém, é uma experiencia solitária.
Devíamos dar mais valor às pequenas perceções. Os nossos pensamentos sobre as pessoas nascem desta essência afetiva.

2 comentários:

Nana Odara disse...

Oi Rosa...
meu sorriso... sem hipocrisia...
e algumas palavras...
q talvez vc goste de ler...
Beijo na boca!

Rosa Leonor disse...

Pois gostei muito mesmo minha querida...estamos a sentir o mesmo e em sintonia...só que com estilos diferentes...vai ver...hoje publico o que tenho estado a escrever e a sentir... o mesmo desgosto a mesma tristeza o mesmo sonho de ver a mulher irmã e unida...amiga...e todos os dias aoenas me confronto com o contrário...com o oposto do senho e sem saber por onde continuar...
abraço grande e grata pela sua leadade feminina


rosa leonor