sexta-feira, outubro 07, 2011

Três mulheres pela Paz


A Presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, a activista liberiana Leymah Gbowee e a iemenita Tawakkul Karman ganharam o prémio Nobel da Paz 2011, foi hoje anunciado.

Comité Nobel Norueguês distinguiu as três mulheres «pela luta pacífica em defesa da segurança das mulheres e dos direitos das mulheres na participação total no trabalho de construção da paz».

Tawakkul Karman, que a agência noticiosa francesa AFP inicialmente identificou como liberiana, é de nacionalidade iemenita.

Johnson Sirleaf, de 72 anos, economista formada em Harvard, é a primeira mulher presidente de África eleita democraticamente em 2005.

Vista como reformista e pacifista quando assumiu o poder, Sirleaf apresenta-se novamente às eleições presidenciais, que decorrem este mês. Recentemente, opositores acusaram Sirleaf de comprar votos e usar fundos governamentais na campanha eleitoral.  ...(in dn)


NOTA A MARGEM:

Não é que eu acredite muito nas mulheres que dentro do sistema patriarcal, seja ele qual for, possam fazer grande coisa e não estejam viciadas dos seus valores e minadas pelos seus interesses, sujeitas as suas regras e leis...mas mesmo assim acho importante que as mulheres lutem pela paz...embora as "nações unidas" não sejam senão mais uma mentira e um disfarce global para a intervenção política dos estados dominadores.

Sem comentários: