"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, setembro 19, 2015

O falocracismo dominante é assassino...



E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA continua imparável...

Ontem....mais uma mulher foi morta a facada pelo companheiro...ele esfaqueou-a várias vezes e depois meteu-a na bagageira do carro e foi entregar-se a polícia...

 Nada de novo, todos os dias uma mulher é morta a tiro ou esfaqueada, parece que até virou moda...o que é estranho nisto é que ninguém fala destas mortes sucessivas...mas se fosse um cão ou um gato morto e colocado na bagageira de uma carro, já havia aí uma algazarra, vídeos de artistas e políticos e todos os iluminados de serviço a defender os animais coitadinhos - sim eu adoro a minha gata...e penso que se alguém a matasse...!! Ai o que eu não faria gritaria...Claro, mas uma mulher?
uma mulher  não tem importância nenhuma, e se calhar - pensam os homens em uníssono - é porque merecia ...e as mulheres...essas aceitam a Culpa - ela é antiga...todas as mulheres são culpadas de existir e merecem ser mortas todos os dias!

Sim, por tudo isto ninguém se escandaliza com as mortes das mulheres...Mas há algo de anormal e de PATOLÓGICO nesta passividade das massas - e isso só pode ser a culpa ancestral interiorizada das mulheres e a cumplicidade colectiva e inconsciente dos homens uns com os outros...
Elas sentem-se culpadas...eles solidários com os homens...mesmo os polícias...ou os juízes..
Não duvidem, pois só isto faz esta passividade patológica social e psicológica......
Como se pode ser tão activo em prol dos animais e não haver nenhum movimento sério e efectivo que tente travar esta bestialidade...as mulheres não são touros...

E estes políticos e ministros  falam de mulheres como mais valias para votos e tem discursos nojentos sobre as mães e a segurança social, como se a mulher fosse uma máquina de reprodução para o Pais do futuro...e para variar da pornografia a que estão habituados...estes políticos nojentos e cretinos falam de mulheres e são misóginos, ou batem nas (suas) mulheres ou nem as podem ver ...

rlp

Sem comentários: