terça-feira, maio 17, 2016

O PROCESSO INICIÁTICO DA MULHER



SER INICIADORA DE SI MESMA,
UM RISCO QUE SE CORRE...


"O processo iniciático - a palavra INICIAÇÃO provem do latim initiare, que significa começar, apresentar, instruir. Uma iniciada é uma mulher que está iniciando um novo caminho, que está sendo instruída. Uma iniciadora é aquela que se dedica, que mostra o modo de agir e orienta a iniciada para que ela supere os seus desafios e com isso aumente o seu poder. Em iniciações mal feitas, a iniciadora procura apenas os pontos fracos da iniciada e ignora os setenta por cento restantes do processo da iniciação: o fortalecimento do talento e dons das da mulher. Com frequência, a iniciadora cria dificuldades sem dar qualquer apoio, inventa perigos e descansa. Essa é uma transferência de um estilo um fragmentado de iniciação masculina; um estilo em que se acredita que a vergonha e a humilhação fortalecem uma pessoa. Ela apresenta as dificuldades mas não prestam o apoio. Ou dá grande atenção a questões de procedimento mas as necessidades criticas da vida, dos sentimentos e da alma são tratados num plano secundário apenas. Dos pontos de vista da alma e do Espírito porém uma iniciação cruel ou desumana jamais reforçará a fraternidade ou o sentido de vinculo. Isso foge a compreensão. Na falta de iniciadoras competentes ou com iniciadoras que sugerem ou apoiam procedimentos abusivos, a mulher procura a sua auto-iniciação sozinha. Trata-se de uma acção admirável, uma façanha extraordinária, se ela conseguir alcançar três quartos do proposto. É extremamente elogiável já que ela tem de fazer face à sua psique selvagem para saber o que vem em seguida e depois e depois e acompanhá-la sem a certeza advinda de saber se foi assim que se fez, tendo já produzido o efeito desejado milhares de vezes antes."


Clarissa Pinkola estes
in Mulheres que correm com os lobos

1 comentário:

Ana Nazaré disse...

OIIII ROSA QUERIDAA!!!!!!! INICIAÇÃO! POR FAVOR, NOS FALE MAIS SOBRE ISSO