domingo, novembro 22, 2015

UMA VISÃO OPTIMISTA DA MORTE...


REGRESSO A MÃE

"A Terra-Mãe, é sentida, escreve Mircea Eliade, como "a matriz universal, como a fonte ininterrupta de toda a criação. A morte, em si própria, não é um fim definitivo, não é a aniquilação absoluta, tal como é por vezes concebida no mundo moderno. A morte é assimilada à semente que, enterrada no seio da Terra-Mãe, fará nascer uma planta nova. Pode assim falar-se de uma visão optimista da morte, pois a morte é considerada como um regresso à Mãe, uma reintegração ...provisória no seio materno."

Via Pedro Silva - escritor 

Sem comentários: