"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quinta-feira, janeiro 07, 2016

TUDO ISTO É INUTIL...



SERMOS LOUCOS...?


"Portanto, nós devemos rezar para que, um dia, nos tornemos realmente loucos. Não no sentido de se tornar algo como um lunático de um desses asilos. A loucura, a qual estamos nos referindo é a que vai além dos "oito dharmas mundanos"; realmente não se importar se você está sendo elogiado ou criticado é a loucura final. Do ponto mundano de vista do mundo, sempre que é elogiado, você deveria estar feliz, e quando você é criticado, você deve ser infeliz. No entanto, os seres sublimes não são movidos - é por isso que achamos que eles são loucos. Isto é o que você tem que almejar.
Não faça isso agora, porque vai se voltar contra você! Apenas tenha como aspiração. Se você tentasse fazer isso agora, não só deixaria de ajudar a sua prática como iria também perturbar os outros. Então continue de uma forma que qualquer ser humano decente iria querer que você se comportasse. Mas, ao mesmo tempo, deixe este alarme soar continuamente em sua cabeça: "Tudo isso é inútil."

Dzongsar Jamyang Khyentse Rinpoche

"Advice on How to Practice", Silz, Germany, August 2001.

1 comentário:

Ana Nazaré disse...

Chamamos de Lucidez a loucura.