terça-feira, junho 15, 2021

AS FIÉS DOS MESTRES...



ELAS QUEREM ILUMINAÇÃO 
E ELES... DÃO-LHES "EM CIMA..."

As mulheres na sua grande ingenuidade e ignorância continuam a entregar as suas vidas nas mãos destes "mestres espirituais" que mais não fazem que aproveitar-se da sua fragilidade e sonhos para as explorarem e abusarem. São eles os mais variadas e actuais mestres de yoga e de outras modalidades em todo o mundo, entre os mais conceituados, a violarem e abusarem das mulheres, suas discípulas dilectas e fiéis... e caladinhas! 
Em Portugal recentemente este "chefe" da associação de Yoga portuguesa a ser denunciado e já também anteriormente  Moojiji que vivia em Portugal, assim como o grande Sogyal Rinpoche, escritor de renome internacional e um outro congénere brasileiro ou vários!
E as pobres mulheres imbecilizadas pela New Age, a sonhar com grande homens que as levarariam já não digo ao altar, mas ao 7º ceu... E quando elas dão pelo ABUSO ou acordam do mau sonho... é tarde demais... Sim, todas estas mulheres incautas andam atrás deles e à espera de bençãos e "nomes" (e que nomes!) e sessões particulares...e caem que nem patinhas... Umas encobrem outras arrastam-se na duvida e outras na sombra de algum prazer... Elas andam todas a navegar na mayonese...
A mulher, quer no Ocidente quer no Oriente, é considerada na verdade apenas como um instrumento de prazer  e utilitária e quando não é esposa parideira fiel ao dono ela é a prostituta... ou acompanhante de luxo e estes santos dão-se ao luxo de escolher as suas devotas sem preço entra as que mais lhes agrada... convites para massagens... e outras práticas abonatórias em que as mulheres caiem... e depois, ou ficam caladinhas a meditar ou levam no tau tau...
rlp


A cura do feminino feita por homens!
texto de Nina Mardol


A cura do feminino por mãos masculinas. Isso nao funciona!
A cura do meu sagrado feminino eu só entrego a mim, ou a outra mulher, desde que curada!

Essa foi a minha reação ao ler em um site a oferta de um Workshop dedicado à cura das feridas femininas onde o facilitador é, ninguém mais ninguém menos, que um homem!

Como pode um homem saber o caminho da cura de feridas femininas? Como pode uma mulher saber o caminho da cura de feridas masculinas? Ops! Cada um no teu quadrado e não é uma questão de disputa de poder, é questão de energia, afinidade e conhecimento.

Como pode um homem, com energia masculina pulsando em todas as células de seu corpo, o que por certo é o esperado, guiar mulheres para que estabeleçam conexão com o seu feminino sagrado e a partir daí trabalharem na cura de suas feridas? Qual a leitura que esse homem pode fazer acerca de questões que desconhece? Qual a leitura que esse homem pode fazer do que seriam as feridas, se elas não foram não são e nem nunca serão por ele sentidas?

Ah, que me perdoem esses, aos quais até reputo a boa intenção, mas não lhes compete curar o feminino... A esses, bem intencionados, um conselho de quem já atravessou um oceano de sangue, trabalhem na cura do masculino, pois se assim o fizerem com honra, coragem e sabedoria, terão a chance de se curar e ajudar a parar o ciclo de violência que há anos se instalou dilacerando o feminino sagrado.

Homens, trabalhem na desconstrução desse masculino não sagrado que está por aí, curem as suas próprias feridas que, como as nossas, são inúmeras, profundas e doídas. Resgatem a si próprios e honrem a sua ancestralidade mais longínqua, aquela quando homens e mulheres eram iguais em suas desigualdades e igualmente importantes.

Os mistérios femininos pertencem ao sexo feminino, assim como os mistérios masculinos pertencem ao sexo masculino, não dá pra inverter, pra emprestar, pra aprender em livros ou rodas de conversa, não dá pra saber nem através de viagens xamânicas.

Não dá pra propagandear que trará a cura das feridas do feminino porque o que falta é a vivência e a energia é outra, simples assim! Nenhum homem saberá o que é sangrar todos os meses, nenhum homem saberá o que é perder um filho em um aborto, nenhum homem saberá o que é parir uma criança e amamenta-la, nenhum homem saberá por que seu corpo é outro, suas lentes são outras, seus filtros são masculinos, seu corpo é masculino, não há útero ali.

Nina Mardol




1 comentário:

Unknown disse...

Tanto xamã anónimo armado ao pingarelho nas mesmas passadas... É por isso que sou eu e a Mimi. Preciso de ajuda há de vir... Cada vez que saio á rua bastam 15 minutos para sentir a desumanidade. Tenho o espaço e a companhia q mereço mas quero sair daqui mais robusta e recuperada. Entretanto vou disfrutando da Vida. .... Esgotada. ☮️🙏♥️🌹🎨😽