"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, novembro 23, 2009

ONDE A VERDADEIRA CASA?

VIVER NA TERRA, DESFRUTAR DA SUA ABUNDÂNCIA...



“Por acaso vive-se realmente na terra? Não para sempre, somente por pouco! Vivemos só para dormir, só para sonhar.
Não é verdade, não é verdade que viemos para viver na terra! Mas o que pode fazer o meu coração, se em vão viemos viver na terra, em vão para florir?
Onde, ó meu coração, o lugar da vida? Onde a verdadeira casa? Onde a verdadeira morada?”

*

Canto Azteca

1 comentário:

Anónimo disse...

obrigada pelas suas palavras...

paraiso pata todo@s!!!

onde quer q seja...