"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

domingo, agosto 13, 2017

 

"A Eterna Pergunta,

« Quem SOU Eu, oh Espelho? Quem é a mais Bela entre as minhas supostas personalidades? Qual é a que tem mais Força e Audácia de se revelar e dizer, ''Eu Sou o Teu Espelho''? Quem é que não me foge? De quem fujo Eu, para o Espelho virar-me a cara? ».
Neste jogo de espelhos, não há Príncipes e nem podem existir; trata-se de um Diálogo Mudo entre a própria Natureza e o Si-Mesmo Interno! Quem nos carrega pela Vida Inteira, somos nós mesmas... ninguém carrega ...o nosso Corpo, as horas cortadas à Pele... ninguém vive a Emoção da Dor e da Alegria por nós! Se o Espelho se revelar, a Paixão será inevitável, a não ser que a sua pele seja uma Luciferiana, e não cede a um/a ''Deus/a'' maior e mais Belo/a!
(...) A Vida sem Paixão, é Morte e Desalento... é o Deserto dos Sós, da Terra sem Sal. A Paixão, é a Respiração da Vitalidade Maior. (...)"

NãoSouEuéaOutra in «Cadernos Escorpiónicos»

Sem comentários: