sexta-feira, outubro 29, 2021

O PODER DO CORAÇÃO





 "A ABERTURA DO CAMINHO"

"Precisamos concluir que a percepção do mundo das causas está vedado à Humanidade? Sim, pelos meios humanos. Mas todos os verdadeiros Iniciados não vieram a esta Terra senão para mostrar esses meios que nos escapam. Ora este "mundo das causas" está expresso no TAO, ou no "Reino dos Céus", o meio essencial indicado para lá chegar é o mesmo: simplicidade de coração e de pensamento.
O Conhecimento dos poderes do coração é indispensável à prática do Caminho do Meio pois este só se pode praticar através da preponderância desses poderes e da sua influência. Esta via é um balanço constante entre o egoísmo do Eu e o altruísmo do Si. Só o coração pode realizar o prodígio do equilíbrio, pela sua posição mediadora entre o temporal e o intemporal, entre o organismo mortal e o seu arquétipo imortal. A alternância do seu movimento (dilatação-contracção) é a imagem perfeita desse balançar entre os dois poderes, do qual o pessoal tem de se tornar consciente, para ser transcendido pelo impessoal". de ISHA SCHWALLER DE LUBICZ


ATRÁS DO CENTRO CORAÇÃO...

"O psíquico é a alma individual suportando de seu lugar atrás do centro-coração a evolução mental, vital, física e psíquica do ser na Natureza. Sua realização traz 'bhakti', auto doação, entrega, o voltar todos os movimentos em direcção a Deus, discriminação e escolha de tudo que pertence à Verdade, Bem e Beleza Divinos, rejeição de tudo que é falso, mau, feio, discordante, e a união - através de amor e simpatia - com toda a existência, abertura à Verdade do Si e do Divino."


Sri Aurobindo

5 comentários:

Vânia Jones disse...

Rosa, acreditas na união simpatia no amor, em uma união baseada na Verdade? Existe?

rosaleonor disse...

Não Vania, não acredito... porque nós nunca sabemos qual é a nossa verdade e a do outro, e as relações se baseiam sobre um série de equivocos e projecções e enganos, para além de todas as ilusões e fantasias nossas que projectamos no outro, as expectativas, os sonhos... As relações de verdade implicariam um grande trabalho de consciência e sinceridade e aceitação dos outros, mas nós estamos sempre a ver tudo pelo angulo do bom e do mau e das nossas conveniências e não suportamos a verdade que nos espelha defeitos medos e carências extremas...
AS vezes há um milagre - pequeno ou grande - em que alguém entra em sintonia connosco e sente afinidades e por piedade compaixão ou ternura - sempre tendo em conta as nossas necessidades e carências... sim, quando nos eswpelhamos as mesmas dores e carências pode haver um momento de apaixonamento e deslumbre ou vislumbre de que alguém nos entende e nos ama...mas são só a cristalização das mesmas feridas que vibram em simultânio até que o encantamento se dezfaz e tudo se perde e acabamos até por odiar aquela pessoa.
Se houvesse maturidade e consciência das nossas feridas talvez pudéssemos prolongar esses encontros e desenvolver uma relação construtiva...mas isso é raro... Muito raro. A ficção romanesca não nos ajuda nada...
Olha, penso que somos todos doentes de amor, carentes de amor...mas este mundo e como sabes, a começar pelos nossos pais e irmãos, não tem maneira de amar e dar amor e proteger sequer a criança, como tu sabes tão bem...
É como se todos fossemos orfão de mãe...sim de mãe, porque o pai nos rouba tudo. Esta sociedade faz a mulher servir o pai e a criança vem em 2 lugar... somos todas vitmas de pais desfuncionais e ignorantes e mesmos os mais cultos podem ser desumanos e estupidos covnencidos de teorias e de ideologias como agora que sem pensar nem saber o papel de ambos, pai e mãe, homem e mulher, andam a difundir ideias de genero em que a criança sem amor pensa que é por não ter o outro sexo e a loucura instala-se e todas somos cada vez mais vitims de uma socieade louca e artificial que nos vai levar cada vez mais a alienação do humano e do amor nossa identidade ...
Enfim... lamento dizer-te estas cosias. Já não creio em emor nenhum nem em niguém capaz de amar...é o salve-se quem poder no bom sentido, isto é: ter consciência e ser lucido e tanto quanto possivel saudável mental e fisicamente. Estamos a caminho de um mundo cada vez mais artificial e robotico... de mortos vivos... e como se usa dizer, ENTRE MORTOS E VIVOS ALGUÉM HÁ DE ESCAPAR!
Cuida de ti porque os outros não nos vão amar nem curar... e se te derem uma mão...vão-te exigir tudo...no caso, servidão...
Sim, desculpa passar-te este estado de alma...mas sabes que sou vleha e se conseguires manter alguma esperança em laguém, desjo-te o melhor...
rlp

Vânia Jones disse...

Rosa, não tenho esperança em ninguém e tive alguém que se aproximou de mim mas pela primeira vez na vida eu disse não. A Vânia que conheceste não existe mais. Eu mereço o MUNDO e toda a reciprocidade e respeito. Quanto aos mais cultos, a minha avó materna era analfabeta mas só nas letras. E não lamentes a Verdade, porque foi propositadamente a ti que coloquei estas questões pela tua lucidez. Eu sinceramente também não acredito. Daí olhar me no espelho e pensar mereces quem te estime e traga no colo. Mas como já tinha uma certa noção de que isso não existe procurei ouvir a tua opinião. Sempre grata. Eu também te desejo o melhor.

rosaleonor disse...

Desenvolvi um pouco a questão e publiquei sem nomes aqui e no facebook mulheres e deusas blog... está um pouco mais completo.
Tenho pena - sinto uma enorme solidão e dor e nada pode colmatar esta dor...hoje especialmente, nestes dias em que me sinto falhar ao não poder acompanhar a minha sobrinha que está a morrer no hospital...
abraço grande


Vânia Jones disse...

Sentava te no colo se pudesse. Lamento mais uma verdade mas também vou ser internada para tratamentos e neurocirurgia em questão de dias... Olha, gosto de ti como nunca gostei de ninguém. Abraço forte continua a escrever e a desenvolver. Eu já li com um olho e senti gratidão pelas tuas palavras. Pela empatia. Pela Verdade. És muito amorosa e sabes o que dizes. Adoro te muito.