quarta-feira, fevereiro 04, 2009

A ENERGIA DA DEUSA


O TEMPO DA SEPARAÇÃO ACABOU

(...)

"As histórias da antiguidade que contavam a magia da mulher, a criadora, aquela capaz de dar à luz, a que recebe o mistério do sangue - a força vital- e que é capaz de devolver essa força vital à Terra foram soterradas, esquecidas.
Onde es­tão as histórias da Deusa - aquela que ama, sente e nutre? A espécie masculina costumava possuir a energia da Deusa den­tro de si, também, e sente necessidade dessa energia. Para melhor controlar o planeta nos últimos milênios, os extraterrestres deram-Ihes mitos. Eles semearam todas as vossas instituições religiosas. Já dissemos que vocês são uma experiência. Às vezes as experiências são gratificantes e amo­rosas mas, nos últimos anos, essa experiência entrou numa decadência incrível.

Com os homens e a sociedade patriarcal dominando o planeta nos últimos milênios, e as mulheres numa posição subterrânea - nem ao menos secun­dária - separação era o tema e a emoção foi posta de lado, corno coisa feia, a ser evitada. Agiram como autômatos, repre­sentando papéis que os mantinham separados. Vocês não têm um panteão de imagens femininas cria­doras poderosas. Não possuem nada que sirva de padrão da imagem positiva da força feminina. Assim, os homens esfor­çam-se para ser másculos e as mulheres para adquirir o forta­lecimento através da vibração masculina, não possuindo ambos urna visão clara da potência feminina.

Devem criar esta imagem. Comecem a reconhecer a riqueza de energia da versão feminina do Eu, que é intuição, receptividade, criatividade, compaixão e nutrição. Vocês estão descobrindo que existe urna riqueza de identidade enorme numa essência desacreditada por muito tempo. Se você for urna mulher, é urna forma viva desta essência. Os homens precisam descobrir a forma da Deu­sa no seu interior, onde a sua Deusa se encontra com o seu deus. De forma análoga, a visão do masculino é distorcida.
Vocês não têm uma imagem de homem poderoso sensível. A sociedade sempre considerou homens sensíveis como" delica­dos", pouco másculos. Os homens estão começando a olhar para suas emoções e dizer: "Opa, estou sentindo isso", e sabem que ainda são homens. Portanto, homens e mulheres estão cri­ando modelos de imagem para versões potentes e integradas dos papéis masculino e feminino. Estes modelos estão chegan­do, e rápido. O tempo de separação acabou."
(...)
Bárbara Marciniak, Mensageiros do Amanhecer

4 comentários:

MOLOI LORASAI disse...

moloi tem muito mais importância para o tempo actual do que FERNANDO PESSOA, agora. Pelo menos para os que conseguem captar o MOLOI. Não tem nada que aprender com ele.

Anónimo disse...

o MESMO DIRIA DE GOETHE E SHAKESPEARE...o mesmo diria o moloi de Nietzshe...que Baudelaire...ou Luis de Camões...nada a dizer contra um Ego tão humilde como o seu...mas apesar dissso eu acredito na sua inocência...

rleonor

Anónimo disse...

Só me ocorre dizer
"valha-o Deus"...

Anónimo disse...

Preferia valha-o a deusa...ou que deus lhes perdoe porque eles não sabem o que dizem...
Enfim, assumamos a arrogância só por complacência. Esqueçamos o incidente. Há muitos num caminho cheio de pedras...
rleonor