"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, outubro 12, 2009

A ERA DA ALMA

A MÃE DO MUNDO


e AS SACERDOTISAS DE LYS...

(...)

O trabalho de Lys e do conselho da Mãe do Mundo, era da alma, que em Lys ancora, consiste em inaugurar a um nível colectivo, é necessário que a humanidade chegue a um estado de unidade profunda entre a personalidade e a alma.

Só através do trabalho de mediação e de integração realizado pela Alma será possível ancorar a Presença divina na personalidade de cada ser, na humanidade como um todo e na existência na terra. Quando o plano da personalidade e o plano da alma estão profundamente integrados, está criado o receptáculo para a impregnação da matriz crística que permite a transfiguração dos corpos.

(…)

O CONSELHO DA MÃE DIVINA

As entidades femininas de Lys são doze sacerdotisas impregnadas do poder magnético da Mãe do Mundo, portadoras de uma presença axial estrita.

A presença e a radiação destas sacerdotisas é liberta através de canais humanos, seres de reflexividade sintonizados com a frequência e com a tarefa específica que elas representam.

*

Na fase actual de despertar do consciente colectivo terminou o ciclo de preparação, preliminar ao contacto directo, inicia-se agora a sintonização e alinhamento silencioso, através do qual a potência das sacerdotisas de Lys se plasma progressivamente nos corpos dos servidores: nas suas células, nos seus afectos e nas suas mentes. Ao longo da coluna vertebral, na espinal-medula vibrará numa relação silenciosa, a Presença e o Poder da Mãe, distribuindo-se pelos vários canais energéticos do corpo.

(…)

O sorriso da Mãe é essa síntese de amor e sabedoria que se reflecte na qualidade de um ser, que através da sua entrega atingiu a precisão psíquica na qual o facto Divino se pode expressar.

*

Em Lys reúne um conselho cujo vórtice central é a própria energia da Mãe do Mundo. Estas doze sacerdotisas distribuem os quatro aspectos da Mãe, a força, a graça, a inteligência e a majestade, ao longo de doze linhas radiais precisas, sustentadas por iniciados e discípulos no plano físico.

*

Terra milhares de seres, fundamentalmente de polaridade feminina, recebem o impulso sublime deste conselho, como alento para os seus trabalhos e grupos espirituais, um impulso pleno de compaixão, leveza, poder e cura. Este conselho amplifica, multiplica e distribui as correntes de polaridade activa catalisadas por Anu Tea com origem em fontes siderais, estelares.

*

ONDE A FLOR SE TORNA LUZ...


Irmãs da superfície…

Perdoem o mundo e sejam Amor.

Perfumem a aura das crianças.

Plantem a flor de vocês mesmas.

Tragam o mundo para uma grande piscina de compaixão.

Mergulhem a Terra nas águas imaculadas da Mãe divina.

Curem o mundo pelo poder da Mãe, que é olhar, voz e coração.

E que as vossas mãos sejam o bálsamo da Humanidade

Sejam vastas e profundas,

Claras e determinadas,

Belas e triunfais.

Minhas irmãs…

Encontramo-nos onde a Flor se torna Luz.

Auriahne

*

DO LIVRO: TERRA ÚLTIMA – de André Louro de Almeida (ed. Lux-Citanea)

4 comentários:

MOLOI SIMPLORIUS disse...

todos os deuses e deusas são emanações da Maya. Eu disse isso mesmo ao André, em 1986 e ele foi contar à mestra Helena.
Enfim, vocês devem estar carecas de saber...

Gaia Lil disse...

Estamos sincronizadas

Rosa Leonor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosa Leonor disse...

gaia lil ainda bem que estamos sintonizadas...obrigada pela sua informação. Nem sempre publico mas fica guardado.

um abraço

rosa leonor