sábado, abril 10, 2021

MULHERES AÇAIMADAS E HOMENS NO PODER...



UMA IMAGEM VALE POR MIL PALAVRAS: a mulher açaimada e sem lugar no palco dos homens!

As mulheres estão perdidas no seu ego e no seu sucesso, convencidas de que são livres e emancipadas e agora vimos como a Presidente da União Europeia, Ursela Von der Leyn, foi humilhada...e essa posição de nada lhe valeu nem corresponde a uma verdade social nem politica. Foi-lhe mostrado claramente e a todas as mulheres do mundo pelo ditador turco que elas não tinham lugar no seu palco politico... da mesma maneira o seu colega europeu de nada lhe valeu hierarquicamente.

A verdade é que não houve uma verdadeira evolução de uma consciência feminina durantes todos estes anos de falsa liberdade e as mulheres ao passarem de donas de casa submetidas aos maridos para executivas, deputadas, médicas e juízas,  continuam as servas do Sistema e do seu ego e pouco mais do que isso. A Consciência de si enquanto mulheres autênticas é nula. Elas estão presas no Sistema e não percebem que a sua posição não foi verdadeiramente alterada por uma consciência do feminino que as feministas também nunca tiveram ao lutar apenas pelos mesmos direitos que os homens e uma suposta igualdade. 

rlp





O PATRIARCADO NÃO É UMA IDEIA OU CONCEITO...
É UM SISTEMA ESCLAVAGISTA DA MULHER.


"Patriarcado é uma cultura, um sistema, uma civilização, um sistema econômico, um sistema político, um sistema legal, um sistema religioso, um sistema científico, e assim por diante. Mas acima de tudo, o patriarcado é um PODER. Um poder que se manifesta em todos os lugares, instituições, pessoas, hábitos, culturas, religiões, ideologias, mesmo entre mulheres. Isto porque o patriarcado socializa com os papéis e as hierarquias de gênero que existem entre homens e mulheres. O patriarcado existe há tanto tempo pois promove a sociabilidade entre homens, que se tratam como irmãos (fraternidade), atribuindo-lhes poder. Enquanto isso, obriga as mulheres a reproduzirem e sustentar materialmente os homens, socializadas entre si como inimigas, servindo aos interesses do desejo masculino."



Texto adaptado de: “O que é feminismo” de Dra. Elida Aponte Sánchez




Sem comentários: