sexta-feira, julho 09, 2004

"O AMOR TRANSCENDE SEMPRE,
É O AGENTE DE TODA A TRANSCENDÊNCIA NO SER"
M.Z.


A ALMA E O AMOR

Alma e amor medem as distâncias do universo, transitam entre as diferentes espécies da realidade, alojam-se nelas e ligam-nas. Mas convém recordar que a alma e o amor existiram antes de ter havido “coisas”, antes de ter havido seres; são anteriores ao mundo dos ser. Ser Humano, adquirir existência humana, consiste na entrada da alma no ser, e com ela do amor. E esta entrada é padecer: padecer da alma que entra no recinto que parece hermético. Padece o ser também, porque nele entram às vezes várias almas em discórdia. Quem, ainda hoje, não sentiu a tortura de ter várias almas? Ou uma só que não entende?

(onde se lia homem transcrevi SER - a alma da escritora que me desculpe lá do céu onde me lê...)
In O HOMEM E O DIVINO – Maria Zambrano


" A nossa dor está na complexidade da nossa alma, e a complexidade da nossa alma está em estar ligada à matéria, e às múltiplas emoções que provém da diversidade da matéria. Livre da matéria, a alma absolutamente simples, torna-se feliz. "
F.P.

Como é por dentro outra pessoa?

Como é por dentro outra pessoa
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição de qualquer semelhança
No fundo.

fernando pessoa

Sem comentários: