"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, janeiro 05, 2009

OS MENSAGEIROS DO AMANHECER

A IMPORTÂNCIA DO NOSSOS CHAKRAS

"Existem milhares de centros energéticos, ou chakras, bem como milhares de hélices em potencial que podem ser formadas. Neste momento o denominador comum relativo ao número de hélices e chakras que a consciência da humanida­de pode manejar sem se destruir, é doze. Então estamos lidan­do agora com a evolução de doze hélices para ligá-las a doze chakras - sete dentro do corpo e cinco fora. Os sete chakras dentro do corpo não são difíceis de serem trabalhados porque, se se permitirem sentir, serão capazes de os localizar fisica­mente e tocar cada um deles. Os três primeiros são os chakras da sobrevivência, sexualidade e sensação perceptiva. O quar­to chakra é o coração - centro da compaixão e união com todas as coisas. O quinto é o chakra da garganta, relacionado à fala. O sexto é o terceiro olho, a visão. O sétimo é o chakra da coroa que abre para o conhecimento de que a identidade de cada um ultrapassa a forma física. Quando chegarem aos cinco fora do corpo, começarão a encontrar novas formas de entender o que está acontecendo, como algo que nem sabem com certeza se é real.
O oitavo chakra encontra-se dentro do vosso plano de atividade. Paira a trinta centímetros ou mais acima da vossa cabeça. A maioria das pessoas mantém o oitavo chakra próxi­mo a seu corpo físico. O nono chakra também se encontra per­to, a menos de um metro do corpo. Quando nove hélices forem formadas este chakra irá se dirigir à atmosfera da Terra para tornar-se uma espécie de fio terra, ligando o planeta à rede cósmica. É um elo de ligação.
O décimo, décimo-primeiro e décimo segundo chakras acham-se bem mais distantes. O décimo chakra, quando esti­ver funcionando, estará ligado ao vosso sistema solar. O déci­mo-primeiro chakra irá dirigir-se ao sistema galáctico, e o décimo-segundo estará localizado e ancorado em algum lugar deste universo.
Você receberá informação destes centros pessoais, pois eles são também centros coletivos. À medida que aprender a traduzir as experiências dos chakras, irá descobrir que a vida nunca mais será a mesma.
Nem todas as pessoas do planeta passarão por essas mu­danças agora porque nem todas foram codificadas para isso. Cada um de vocês veio com uma certa ordem - um mapa de quando, onde e como operariam melhor. Muitos estão apren­dendo como seguir este plano que os levará a descobrir o seu Eu superior. Quando aprenderem a fazer isso, a vida vai se tor­nar muito mais fácil, pois irão se transformar em veículos da luz movidos apenas pela intenção de comprometer-se."

DE BARBARA MARCINIAK

1 comentário:

zeze disse...

Bem esclaredor os, pontos dos chakra.Adorei.