"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, março 16, 2009

UM AMIGO DE HIPÁCIA, MEU AMIGO É...

Amigo de Hipacia deixou um novo comentário na sua mensagem "QUEM É A "BESTA DO APOCALIPSE"?":


"A palavra mal dita é maldita. Não acho necessário dizer porque é importante que haja coerência entre o que dizemos e como dizemos.

Felizmente alguns termos já estão sendo abolidos do nosso sistema de comunicação pessoal. O verbo denegrir, que desqualifica em comparação à raça negra.

Direitos do homem, por direitos da humanidade ou humanos. Mas vai levar muito tempo para trocarmos totalmente o Homem pela Humanidade na nossa cultura. Se bem que em alguns termos é melhor que fique só com os homens mesmo. Por ex: O Homem até hoje não atingiu sua capacidade máxima de... neste caso não cabe dizer: A Humanidade. Também quanto ao gênero feminino existem mudanças a serem feitas. Li num depoimento nesse blog a expressão : a senhora dona Igreja, a dona da verdade, e então percebi que aqui também temos que aprender. Por que dona? Por que senhora? Por que expressão no gênero feminino para qualificar instituições masculinas até o ultimo fio de cabelo. Nada de feminino deve ser relacionado a essas instituições, que transformaram Cirilo ( o assassino de Hipácia) num santo. Onde as únicas mulheres que existem são as Santas, que já morreram e então não oferecem risco, e foram em vida absurdamente submissas. Como posso glorificar uma Santa, se ela foi feita santa, não por suas atitudes, mas pela igreja. Por suas atitudes talvez eu possa glorifica-las como Deusas. Mas se esse troço chamado Igreja, (pra não usar o feminino), viu em suas ações coisas interessantes o suficientes para canoniza-las, merece de mim toda a suspeita possível. Aprendi hoje a não chamar coisas como a igreja católica de dona, de senhora, como fiz muitas vezes no passado. "
*
Sim, um amigo de Hipacia é meu amigo, e sem dúvida que corroboro o que diz...

Sem comentários: