sexta-feira, março 16, 2007

AS MULHERES NÃO "SÃO"...mulheres!

(De vez em quando sonho com o Kimit e com a minha outra casa...)


"...devemos reinvindicar as nossas forças místicas. Devemos avançar, contra as árduas e obscuras forças do ridículo e da resistência sejam quais forem as formas que tenham fazendo o que temos que fazer e desempenhando o papel que nos cabe. "*


...E O UNIVERSO DESAPARECERÁ…

Ontem lia neste livro que incide sobre outro muito em voga, Um Curso em Milagres, e que leio perplexa, intrigada e incomodada…em que o autor (canalizado, claro) fala com os seus Mestres Ascenços que lhe aparecem (?) sobre as coisas que pensa e a dada altura dizia ter ouvido na televisão (americana) que a Mariane Williamson, que escreveu entre outros o Valor de Uma Mullher, que o mundo precisava de “feministas ferozes”…nessa altura a Mestra Ascença disse-lhe que o Curso em Milagres não precisava de feministas, embora reconhecendo o direito da Marianne a dizer o que quisesse para ajudar as mulheres, mas o mundo precisava era de professoras que dissessem ÀS MULHERES QUE ELAS NÃO SÃO MULHERES…
Isto é: são almas, certo, são seres espirituais em essência neutros, tal como os homens, e nesse plano do invisível, planos superiores ou subtis, não há certamente sexos…Nós sabemos que aqui é tudo transitório, aparente e relativo mas é aqui e agora na Terra que não se compreende - quando se nasce mulher!- que a mulher seja assim tão inferior, mal tratada e desprezada no mundo inteiro…e este mundo precisa sim, não digo de “feministas ferozes”, mas de mulheres Concientes do Sagrado e do Princípio Feminino como tal…para equilibar o ser em si e o mundo, para unir os polos opostos…Mas neste caso e segundo esses mestres ascenços, antigos apóstulos do J. … " O Universo Desaparecerá" e a única coisa que é precisa - e é claro que já não precisamos de lutar por nada pois nele tudo é ilusão e criado pela nossa mente inferior -´´E PERDOAR ...Só temos que perdoar a tudo e todos e a todo o transe sem mais nem quês…e esquecer que :
"A opressão sobre as mulheres ainda persiste, e por vezes são as próprias mulheres que tornam o mundo ainda mais difícil para as outras mulheres. Mas este fenómeno tende a desaparecer, à medida que essas mulheres opressoras conquistem a sua auto-estima. Do lado oposto a esta selva nasce um dia novo e gloriosos na terra, o dia em que as nossas filhas deixarão de ser julgadas pelas suas paixões ou postas de lado porque terão poder, força e amor." *
in "O VALOR DE UMA MULHER"
MARIANNE WILLAMSON - 1993

Sem comentários: