segunda-feira, março 26, 2007

QUARENTA ANOS DE SERVIDÃO NÃO CHEGA...

Nasci português e morrerei português

ainda que mude de nacionalidade vinte vezes


A literocambada lusitana nasceu portuguêsmente pulha

e portuguêsmente pulha há-de morrer

seja qual fôr o ismo a que pertença. "

in "40 anos de servidão" JORGE DE SENA EXORCISMOS

Ó cães da morte, que me uivais, mordeis!
Humanos-infra, que sois morte e cães!
Vade retro, Satana, requiem aeternam
terei sem vos ouvir, nem mesmo ao chiar
de mijo nos meus ossos, quando alçardes a perna.
Cães filhos de cães e vossos filhos cães:
haveis de ouvir-me até depois de mortos
e cisco e lama num ranger de dentes:
por mais que me uivem hão-de ouvir também
a voz humana que vos foi negada,
vade retro, Satana, abracadraba.

in QUARENTA ANOS DE SERVIDÃO Jorge de Sena

O Espectro de Salazar GANHOU : "A RTP geriu atabalhoadamente o concurso Os Grandes Portugueses quanto à sua nomeação e votação, com consequências rançosas. O ensino da glória dos Descobrimentos e a branca sobre a Guerra Colonial pouco diferem da História adestrada pela ditadura. É assim, a nossa democracia. Não constrói valores e motivos de identificação…”(?)

A televisão não forma, mas deforma. É tempo de pensar em meio século de lixo e em quem elegeu Sal-azar, o melhor português de sempre...

Em momento algum pretendo ser políticamente correcta, que é como quem diz: cala e subme-te. Porque o correcto em Portugal é ter medo e obedecer a Ditadores, sonhar com Ditaduras...

Sem comentários: